06:21 14 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    Mundo em meio à pandemia da COVID-19 no fim de maio de 2021 (61)
    1110
    Nos siga no

    O vice-primeiro-ministro da Rússia, Aleksandr Novak, afirmou, nesta terça-feira (25), que o país está pronto para enviar doses da vacina Sputnik V à Arábia Saudita.

    Segundo Novak, a Rússia aguarda apenas que o país do Oriente Médio aprove o uso do imunizante.

    "Esperamos seu apoio no registro da vacina na Arábia Saudita e na determinação dos volumes de abastecimento necessários ao país. Estamos prontos para assinar contratos relevantes e podemos começar a trabalhar neles assim que o processo de registro terminar", disse Novak em uma reunião da comissão intergovernamental russo-saudita de cooperação comercial, econômica, científica e técnica.
    Um profissional de saúde prepara uma seringa com a vacina Sputnik V, em Makati, nas Filipinas, no dia 4 de maio de 2021
    © REUTERS / Eloisa Lopez
    Um profissional de saúde prepara uma seringa com a vacina Sputnik V, em Makati, nas Filipinas, no dia 4 de maio de 2021

    Novak lembrou que o imunizante russo tem mostrado ótimos resultados no combate à COVID-19 e que já foi registrado em 66 países.

    Com base na última análise de dados entre milhões de cidadãos russos vacinados, a eficácia do imunizante é de 97,6%. A porcentagem é maior do que a previsão de eficácia de 91,6%, calculada em uma análise provisória em ensaio publicado na revista científica britânica The Lancet, no início de fevereiro.

    A Sputnik V foi a primeira vacina contra o novo coronavírus registrada no mundo.

    Tema:
    Mundo em meio à pandemia da COVID-19 no fim de maio de 2021 (61)

    Mais:

    'Dose única da vacina da CanSino é interessante, pois dá grande vantagem', avalia epidemiologista
    Pfizer inicia teste de vacina pneumocócica com dose de reforço contra COVID-19
    México autoriza testes de vacinas da China e da França contra a COVID-19
    Tags:
    Aleksandr Novak, Sputnik V, imunizante, vacinação, vacina, Arábia Saudita, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar