23:19 02 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    136
    Nos siga no

    Após incidentes semelhantes com mídia russa, a página do Redfish, filial da agência russa RT, foi bloqueada, e só depois a rede social Facebook respondeu oficialmente que se tratou de um erro.

    O acesso à página do projeto Redfish da agência russa RT no Facebook foi restringido erradamente, e agora foi restaurado, disse no domingo (2) um representante da rede social à Sputnik, depois de a página ter sido bloqueada.

    "O acesso à página RT Redfish no Facebook foi erroneamente restringido por nossas ferramentas automatizadas, mas foi restaurado", disse um representante da agência, acrescentando que a rede social pede desculpas pelos inconvenientes causados.

    A Redfish é uma filial da agência multimídia global Ruptly, pertencente à RT.

    Na sexta-feira (30), o escritório de imprensa da RT informou que o Facebook removeu a página do projeto Redfish por incluir publicações antifascistas com fotos históricas, afirmando que elas "violam os padrões da comunidade".

    Nos últimos meses a mídia russa tem tido frequentemente suas contas em redes sociais bloqueadas. Em setembro de 2020, o Twitter baixou o status dos resultados de busca da agência de notícias russa RIA Novosti, já depois de o mesmo acontecer com as contas da RT e da Sputnik.

    Em dezembro de 2020 o Facebook bloqueou a conta do portal Baltnews, e em março eliminou uma entrevista da RT França com um legislador da União Europeia do partido de direita Reagrupamento Nacional por supostas violações de seus padrões comunitários.

    Mais:

    Essa Rússia que intervém em todos os assuntos
    Putin não exclui bloquear serviços estrangeiros de Internet em caso de hostilidade contra a Rússia
    Maduro define bloqueio de sua conta no Facebook como medida 'totalitária e abusiva'
    Tags:
    Rússia, Facebook, Facebook, RT, Sputnik, Sputnik News, RT Ruptly
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar