23:27 17 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    0 140
    Nos siga no

    A polícia de São Petersburgo prendeu duas pessoas, nesta terça-feira (13), após um incêndio de grandes proporções que destruiu uma fábrica histórica da cidade e matou um bombeiro nesta segunda-feira (12).

    Tombado pelo governo de São Petersburgo como patrimônio cultural, o prédio abrigava uma das maiores empresas têxteis da Rússia do século XIX, a Nevskaya Manufaktura.

    Parte da estrutura do edifício ainda estava funcionando para a fabricação de tecidos. Algumas áreas haviam sido alugadas como escritórios e outras já estavam abandonadas.

    Segundo a polícia local, os dois detidos são o diretor-geral da fábrica e seu vice. O Comitê de Investigação do país acredita que houve negligência dos administradores.

    Os investigadores citaram uma "série de violações" em relação à segurança contra incêndios e afirmaram que a administração sabia que as instalações não podiam ser operadas.

    Chamas e fumaça sobem durante um incêndio na fábrica Nevskaya Manufaktura no centro de São Petersburgo, na Rússia, no dia 12 de abril de 2021
    © REUTERS / Anton Vaganov
    Chamas e fumaça sobem durante um incêndio na fábrica Nevskaya Manufaktura no centro de São Petersburgo, na Rússia, no dia 12 de abril de 2021

    As autoridades estimaram em cerca de 4.000 metros quadrados a área total do incêndio, que consumiu grande parte do telhado e até mesmo árvores próximas.

    Além de uma morte, a tragédia deixou outros dois bombeiros hospitalizados com queimaduras graves.

    De acordo com o Ministério para Situações de Emergência da Rússia, quase 40 bombeiros estiveram envolvidos na ação para conter o fogo e limpar os destroços.

    Mais:

    Rússia prepara fórum de cooperação com a Liga Árabe, diz Lavrov
    Rússia toma medidas em resposta à atividade militar ameaçadora da OTAN, diz ministro da Defesa russo
    Rússia apresenta navio de patrulha submersível que possui todas as vantagens de um submarino (FOTO)
    Tags:
    incêndio, fogo, fábrica, Rússia, bombeiros, Ministério para Situações de Emergência, edifício
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar