21:19 19 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    5250
    Nos siga no

    As relações entre a Rússia e os Estados Unidos estão atravessando uma crise gravíssima, mas Moscou está se esforçando para estabelecer um diálogo pragmático, ao contrário dos EUA, anunciou o embaixador russo nos EUA Anatoly Antonov.

    Anatoly Antonov, o embaixador russo em Washington convocado a Moscou para consultas, afirmou que os Estados Unidos não estão dispostos para "arrumar a bagunça" nas relações com a Rússia, o que seria muito difícil.

    "Entretanto, nós entendemos que arrumar a bagunça formada nos últimos anos será muitíssimo difícil. A propósito, após várias conversas e consulta de uma série de documentos, quero dizer que hoje em dia não existe nenhum desejo em Washington de arrumar esta bagunça", disse o diplomata discursando no Conselho da Federação da Rússia durante uma reunião amplificada dos comitês de Defesa e de Assuntos Internacionais.

    Mais do que isso, adicionou o diplomata, a administração Biden tomou o rumo para exacerbar as sanções contra a Rússia sob pretextos inventados.

    "A administração Biden tomou o rumo da continuação do desenrolar da espiral de sanções sob pretextos inventados. Constantemente se ouvem ameaças relacionadas com a pseudointerferência nas eleições norte-americanas, com os alegados ataques contra recursos informáticos dos EUA e por causa de uma suposta 'atividade indecente' de antagonismo às forças militares norte-americanas no Afeganistão", afirmou o embaixador.

    O Ministério das Relações Exteriores da Rússia declarou na última quarta-feira (17) que Antonov foi convocado a Moscou para discutir o futuro das relações entre os Estados Unidos e a Rússia. Moscou quer analisar o cenário político-diplomático e determinar quais medidas serão tomadas em relação aos EUA no futuro.

    Mais:

    Kremlin comenta possibilidade de nova 'guerra fria' com EUA
    Kremlin: ações dos EUA são infundadas, imprevisíveis e fazem a Rússia ficar em alerta
    Kremlin: Putin não permitirá que EUA falem com Rússia de uma posição de força
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar