17:54 16 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    13724
    Nos siga no

    Apesar de Putin sugerir um diálogo direto com Biden para esta segunda-feira (22) para amenizar as crescentes tensões entre Washington e Moscou, o evento não está nos planos.

    Comentando o cenário de tensões entre os dois países e a possibilidade de novas sanções dos EUA contra a Rússia, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov disse:

    "Não podemos excluir nenhuma das ameaças potenciais. Vocês veem que os desejos de nossos oponentes, em especial dos EUA, de impor sanções continuam crescendo. Tais ações dos EUA são de natureza infundada e imprevisível, por isso, tal situação, sem dúvida, nos obriga a estar em alerta", acrescentou.

    Devido às novas medidas hostis e de pressão em relação à Rússia, Peskov não excluiu a possibilidade de os EUA impedirem o acesso da Rússia ao sistema internacional de transferências bancárias SWIFT.

    O posicionamento russo veio logo após uma série de ações que os EUA têm tomado contra a Rússia, dentre as quais sanções e a declaração do presidente norte-americano, Joe Biden, que chamou seu homólogo russo, Vladimir Putin, de "assassino".

    Para tentar diminuir as tensões, Putin sugeriu um diálogo telefônico para esta segunda-feira (22).

    Contudo, devido à falta de vontade do lado americano, o diálogo não se realizará.

    "Não, isso não está nos planos. Pessoalmente, pelo que entendi, não houve vontade do lado americano", comentou o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.

    O embaixador russo em Washington, Anatoly Antonov, chegou hoje à capital de seu país, Moscou, para consultas após o episódio da declaração de Biden.

    Moscou quer analisar o cenário político-diplomático e determinar quais medidas serão tomadas em relação aos EUA no futuro.

    Mais:

    Marinha da Rússia monitora destróier dos EUA no mar Negro
    Índia deve renunciar à compra dos S-400 russos para evitar sanções dos EUA, diz Pentágono
    EUA não têm condições de enfrentar Rússia e China por falta de bombardeiros furtivos, afirma mídia
    Tags:
    Rússia, EUA, sanções, Joe Biden, Vladimir Putin
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar