12:09 16 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    2100
    Nos siga no

    Rússia e EUA devem unir esforços para combater a pandemia de COVID-19, o terrorismo, as mudanças climáticas e a proliferação de armas de destruição em massa, disse o embaixador russo nos EUA, Anatoly Antonov.

    "Seria do interesse de nossos países unir esforços no combate à pandemia do coronavírus, terrorismo, proliferação de armas de destruição em massa, mudança climática, bem como na exploração espacial conjunta e proteção ambiental no Ártico", disse Antonov nesta quinta-feira (5), conforme citado pela página do Facebook da embaixada russa.

    Comentários do Embaixador Anatoly Antonov no #CosmosClub sobre o estado atual das relações Rússia-EUA.

    Antonov também disse que Rússia e EUA devem considerar a convocação de uma reunião conjunta de ministros da Defesa e Relações Exteriores

    "Tal estabelecimento de contato daria ímpeto para outros canais de comunicação", afirmou o embaixador. 

    Falando sobre o diálogo bilateral de segurança, o diplomata enfatizou a necessidade de "levar em consideração as tecnologias militares emergentes e outros fatores que afetam a segurança estratégica".

    "Percebemos positivamente os sinais da Casa Branca e do Departamento de Estado sobre os planos para restaurar o diálogo sobre estabilidade estratégica e a possibilidade de um maior diálogo sobre controle de armas", observou o embaixador.
    Casa Spaso, residência do embaixador dos Estados Unidos em Moscou, Rússia
    © Sputnik / Ramil Sitdikov
    Casa Spaso, residência do embaixador dos Estados Unidos em Moscou, Rússia

    Como exemplo dos recentes desenvolvimentos positivos no diálogo bilateral, Antonov citou a prorrogação do Novo Tratado de Redução de Armas Estratégicas (Novo START) por cinco anos.

    "Gostaria de enfatizar que o Novo Tratado START tem uma dimensão internacional. O Tratado confirma os compromissos de Moscou e Washington de cumprir suas obrigações de desarmamento no TNP, o que destaca explicitamente a importância de prosseguir com essas negociações. O prolongamento do Novo START é de extrema importância na preparação para a Conferência de Revisão do TNP prevista para ocorrer este ano", continuou o diplomata.

    Antonov também expressou a disposição da Rússia em tomar medidas para melhorar as relações com os EUA, acrescentando que para isso é necessária a vontade política do novo governo do país.

    Mais:

    Lavrov: para salvar acordo nuclear, EUA devem enviar a Teerã 'sinal da seriedade de suas intenções'
    Especialista: ao incentivar Rússia e China a se unirem, EUA criam rival invencível
    Inteligência britânica aumenta segurança a pessoas supostamente na mira da Rússia, segundo mídia
    ONU: sanções dos EUA contra Rússia e China violam direitos humanos e pactos internacionais
    Tags:
    diplomacia, relações bilaterais, relações exteriores, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar