11:29 25 Fevereiro 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    6411
    Nos siga no

    O vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Aleksandr Grushko, declarou nesta quinta-feira (18) que a OTAN demoniza a Federação da Rússia e se utiliza do mito da ameaça russa para reagrupar suas tropas.

    De acordo com o vice-chanceler, a Rússia tomará todas as medidas necessárias para garantir seus interesses, caso a OTAN desenvolva e adote uma nova estratégia.

    No final do primeiro dia da videoconferência dos chefes dos ministério da Defesa da OTAN, o secretário-geral da aliança, Jens Stoltenberg, disse que o conceito estratégico da OTAN, estabelecido em 2010, precisa de ser atualizado, pois a situação no mundo mudou, não levando em conta a ascensão da China e a deterioração das relações com a Rússia.

    "Nada inesperado aconteceu. Quanto à Rússia, a Aliança está tentando demonizar a Rússia como antes, para usar o fator da mítica ameaça russa para reagrupar suas tropas", disse Grushko.

    "Tomaremos todas as medidas adicionais necessárias para garantir nossos legítimos interesses de defesa e segurança", acrescentou.

    ​A diplomacia chinesa também reagiu ao comunicado de Stoltenberg, afirmando que os planos da OTAN "refletem um pensamento antiquado da Guerra Fria". O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying, exortou a OTAN a adotar uma abordagem objetiva para o desenvolvimento das relações com a China.

    Mais:

    MRE russo para EUA e OTAN: Rússia não fará mais concessões unilaterais para controle de armas
    Frota de submarinos russos é grande ameaça para OTAN, diz revista dos EUA
    OTAN confirma expansão de tropas no Iraque de 500 para 4.000 pessoas (VÍDEO)
    Sistemas S-400 na Turquia prejudicam eficácia da OTAN, diz conselheiro de Segurança Nacional dos EUA
    Tags:
    Aleksandr Grushko, diplomacia, ameaça, estratégia, Jens Stoltenberg, OTAN, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar