07:57 28 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    1830
    Nos siga no

    A Rússia pode adotar uma política de "contenção ativa dos EUA", se Washington não abandonar o curso hostil de pressão contra Moscou, declarou o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov, em entrevista à Sputnik.

    "Independentemente das sanções norte-americanas, não abandonaremos a agenda construtiva das relações com os EUA. Mas, nós não podemos realizá-la sozinhos. Se a política dos EUA seguir sendo a mesma, mantendo a pressão como elemento-chave, significa que vamos adotar uma política de contenção ativa dos EUA em todos os segmentos", afirmou.

    Segundo Ryabkov, isso vai incluir a "oposição às sanções e às tentativas norte-americanas de influenciar nossos processos internos".

    Se a pressão norte-americana continuar, Moscou também enviará à comunidade mundial a ideia de que "um mundo multipolar não é uma abstração, e que há uma alternativa às imposições norte-americanas, uma política de consolidação de forças sólidas na comunidade internacional em oposição a política externa e agressão de informação dos EUA".

    "Pois, a chamada narrativa americana, há muito perdeu não apenas elementos de conformidade com a realidade, como também o bom senso [...]. Mais malignas e distantes da avaliação e percepção da realidade do que as [ideias] promovidas pela máquina de propaganda norte-americana, através do controle midiático pelo governo, eu não lembro [...], mas isso é um reflexo da hostilidade contra a Rússia, e nós vamos afrontá-los", enfatizou.

    Mais:

    Drone Global Hawk dos EUA conduz voo de reconhecimento perto da fronteira russa
    General americano admite atraso do arsenal nuclear dos EUA se comparado ao de China e Rússia
    'Rússia continuará desafiando a presença dos EUA' no Oriente Médio, diz general norte-americano
    Tags:
    EUA, Rússia, política, fase política, nova política, crise política
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar