10:55 04 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    Pandemia da COVID-19 no mundo em meados de fevereiro de 2021 (110)
    1150
    Nos siga no

    Neste sábado (13), o presidente russo, Vladimir Putin, disse que a Rússia superou expectativas externas de que o país não seria capaz de resistir à pandemia e acabou se saindo melhor do que outros países.

    A declaração de Putin ocorreu durante uma reunião com editores de mídia russos, veiculada pela emissora Rossiya 24, neste sábado (13).

    "No início, eles contavam que não seríamos capazes de fazer nada com este coronavírus [...]. Eles partiram da ideia de nós sermos inúteis, um ninguém que não seria capaz de fazer nada. Mas nós fizemos. E melhor do que outros países", disse Putin.

    De acordo com o presidente russo, o indicador mais imparcial de sucesso em relação à COVID-19 é o número de pessoas infectadas por cada 100 mil cidadãos em uma determinada população.

    "Temos 12 pessoas, eles ainda têm 45 [infectadas a cada 100 mil]. Começamos a produzir 20 vezes mais meios de proteção individual do que no início da epidemia, 20 vezes mais. A mobilização de todo o sistema de saúde, a mobilização da indústria foi simplesmente incomparavelmente maior do que em países europeus e nos Estados Unidos. Apenas nesses lugares há um colapso", disse Putin.

    Segundo os dados do site Our World in Data, entre os dez países com mais casos confirmados de COVID-19, a Rússia fica em nono na comparação de casos por milhão de habitantes, à frente apenas da Índia.

    Presidente russo Vladimir Putin em traje de biossegurança durante visita a hospital na vila de Kommunarka, Moscou, Rússia
    © Sputnik / Aleksei Druzhinin
    Presidente russo Vladimir Putin em traje de biossegurança durante visita a hospital na vila de Kommunarka, Moscou, Rússia

    O presidente russo admitiu ainda que há um alto nível de saúde no Ocidente, mas está disponível apenas para grupos específicos, não para a população em geral, como na Rússia.

    "Eles não têm capacidade de mobilização, ao que parece. O nosso é melhor", disse Putin, acrescentando que a Rússia tem seus próprios problemas e alguns hospitais ficaram sobrecarregados em meio à pandemia do novo coronavírus, mas no geral "as coisas estão melhores do que em outros lugares".

    Segundo os dados da Universidade Johns Hopkins, a Rússia tem 4.012.538 casos confirmados da COVID-19 e 78.403 mortes causadas pela doença.

    Tema:
    Pandemia da COVID-19 no mundo em meados de fevereiro de 2021 (110)

    Mais:

    Mongólia aprova vacina russa Sputnik V contra a COVID-19
    Rússia e Panamá estudam fornecimento da vacina Sputnik V
    Doses da vacina russa Sputnik V chegam à Venezuela
    Tags:
    Estados Unidos, Rússia, Vladimir Putin, COVID-19, Rossiya 24
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar