06:36 13 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    3112
    Nos siga no

    Oposicionista ao governo russo foi preso em um aeroporto no dia 17 de janeiro ao retornar da Alemanha, onde foi tratado por suposto envenenamento. Após a prisão, seus apoiadores realizaram protestos não autorizados pelo país.

    Um tribunal distrital na região de Moscou decidiu, nesta quinta-feira (28), que a detenção por 30 dias de Aleksei Navalny, oposicionista ao governo russo, foi legal.

    "A decisão do tribunal da cidade de Khimki, na região de Moscou, deve ser mantida inalterada. Os recursos estão rejeitados", anunciou o juiz Musa Musayev, conforme registro de um correspondente da Sputnik.

    A equipe de defesa de Navalny vai contestar a decisão do tribunal.

    Navalny foi detido no aeroporto de Sheremetyevo, em Moscou, em 17 de janeiro, ao retornar da Alemanha, onde foi tratado por suposto envenenamento. Após a prisão, seus apoiadores realizaram protestos não autorizados pelo país no último sábado (23).

    Panorama de manifestação de apoio ao oposicionista Aleksei Navalny em Moscou, Rússia, 23 de janeiro de 2021
    © REUTERS / Evgenia Novozhenina
    Panorama de manifestação de apoio ao oposicionista Aleksei Navalny em Moscou, Rússia, 23 de janeiro de 2021

    Organismos russos de aplicação da lei afirmam que Navalny foi preso por violar termos de liberdade condicional de uma sentença anterior de peculato, destacando ainda que as manifestações de sábado (23) não foram autorizadas.

    Mais:

    Rússia multará plataformas de mídia social por incitamento de jovens à realização de protestos
    Preso há quase 5 meses na Rússia, Eduardo Fauzi tem pedido de asilo político recusado
    Japão pretende criar míssil capaz de atingir Rússia
    Tags:
    Moscou, tribunal, manifestação, protestos, detenção, Prisão, Rússia, Aleksei Navalny
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar