13:49 27 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    4816
    Nos siga no

    Após a decisão da Rússia de se retirar do Tratado de Céus Abertos, aliados da OTAN continuam comprometidos com o diálogo com o país sobre o controle de armas.

    A informação foi dada nesta sexta-feira (15) pelo porta-voz adjunto da OTAN Piers Cazalet à Sputnik.

    "Notamos a intenção declarada da Rússia de se retirar do Tratado de Céus Abertos. A implementação seletiva da Rússia de suas obrigações no âmbito do acordo prejudicou por algum tempo a contribuição deste importante tratado para a segurança e estabilidade na região euro-atlântica", disse Cazalet.

    No início do dia, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia anunciou o lançamento de procedimentos para a saída do país do Tratado de Céus Abertos. O Ministério observou que depois que os EUA se retiraram do tratado, o equilíbrio de interesses dos estados participantes alcançado na conclusão do documento foi significativamente violado e os parceiros de Moscou no tratado não apoiaram as propostas russas para manter sua viabilidade nas novas condições.

    Devido à falta de progresso na eliminação de obstáculos para o funcionamento posterior do Tratado, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia está autorizado a declarar o início de procedimentos internos para a retirada da #Russia do Tratado #OpenSkies.

    Em 21 de maio de 2020, Trump tinha anunciado sua intenção de retirar os EUA do tratado com base em supostas violações por parte da Rússia, pretexto que Washington costuma usar para justificar sua saída dos acordos internacionais. Vários países condenaram a decisão da Casa Branca.

    Pássaros sobrevoam a ala oeste da Casa Branca durante o pôr do sol em Washington, EUA, 14 de janeiro de 2021
    ERIN SCOTT
    Pássaros sobrevoam a ala oeste da Casa Branca durante o pôr do sol em Washington, EUA, 14 de janeiro de 2021

    O porta-voz completou seu anúncio declarando que todos os aliados da OTAN continuam empenhados em um controle internacional eficaz de armas, no desarmamento e na não proliferação — que são essenciais para a segurança dos estados-membros do organismo.

    "Os aliados continuam a observar de perto o futuro do controle de armas. Também continuamos abertos ao diálogo no Conselho OTAN-Rússia sobre redução de risco e transparência", finalizou Cazalet.

    Mais:

    Rússia inicia retirada do Tratado dos Céus Abertos, afirma MRE
    OTAN estaria 'irritada' com atraso de Trump na transição de poder para Biden, diz mídia
    Ficar fora da OTAN continua sendo a melhor opção de segurança para Suécia, diz ministro da Defesa
    Tags:
    espaço aéreo, segurança, relações exteriores, tratado, Rússia, OTAN
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar