16:07 16 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    1452
    Nos siga no

    O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse neste sábado (26) que "fornecer ajuda humanitária é uma das principais áreas cobertas pelo Ministério para Situações de Emergência da Rússia".

    "A Rússia sempre fornecerá a ajuda necessária a outros países, uma tarefa nobre, muito difícil [...]. O que está sendo realizado agora é levar ajuda humanitária aos residentes de Nagorno-Karabakh. Acrescento que nos últimos 30 anos, o Ministério para Situações de Emergência realizou mais de 500 operações humanitárias no exterior", disse Putin em discurso no Dia do Resgate de Emergência.

    O presidente acrescentou que a Rússia está orgulhosa de seus resgatistas, que "certamente continuarão a cumprir suas funções com responsabilidade".

    Segundo ele, o mundo inteiro sabe que a Rússia ajudará, enviará seus socorristas e especialistas para onde a situação for especialmente difícil, levando itens essenciais — alimentos, remédios, roupas — e fornecendo assistência médica e psicológica de emergência para pessoas em situações desesperadoras.

    Grande coletiva do presidente da Rússia, Vladimir Putin, 17 de dezembro de 2020
    © Sputnik / Mikhail Klimentiev
    Grande coletiva do presidente da Rússia, Vladimir Putin, 17 de dezembro de 2020
    "E a Rússia fará isso de forma desinteressada, não para obter quaisquer benefícios políticos. Esta experiência, é claro, deve ser usada para melhorar ainda mais todo o sistema do Ministério para Situações de Emergência", disse Putin.

    O presidente russo declarou que muito já está sendo feito para melhorar o sistema de emergências na Rússia, inclusive no que diz respeito à capacidade técnica, mas o sistema ainda pode se beneficiar de melhorias adicionais.

    "É necessário fortalecer ainda mais as capacidades do sistema [...] para aproveitar ao máximo as vantagens das abordagens modernas na previsão de riscos, a fim de minimizar os danos de desastres naturais, incêndios, inundações, acidentes. E o mais importante, para salvar vidas, vidas e a saúde das pessoas", finalizou Putin.

    Mais:

    Mais de 500 refugiados retornaram a Nagorno-Karabakh nas últimas 24 horas, diz Rússia
    Projétil com detonação programável: Rússia testa novas táticas de combate a drones
    Dano em oleoduto provoca vazamento de óleo na Rússia
    Tags:
    governo, Nagorno-Karabakh, Vladimir Putin, ajuda humanitária, relações exterirores, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar