21:48 01 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    4411
    Nos siga no

    As instalações em que eram testadas armas a temperaturas de -60 ºC a 60 ºC, bem como em condições de poeira e chuva, foram abandonadas no início dos anos 1990, após o colapso da URSS.

    O Instituto Central de Pesquisa de Engenharia de Precisão da Rússia (TsNIItochmash), parte da corporação estatal Rostec, reabriu laboratório especial de testes de armas em condições árticas, desérticas e outras condições extremas. O laboratório foi fechado após o colapso da URSS, relata a assessoria de imprensa da empresa à Sputnik.

    "Foi concluída no polígono do TsNIItochmash a certificação das câmaras de teste do edifício do laboratório para testes de disparo de armas pequenas, lançadores de granadas especiais e canhões de pequeno calibre [de até 30 milímetros] a temperaturas extremas de -60 ºC a 60 ºC e em condições difíceis [poeira, chuva]", anunciou a assessoria de imprensa.

    "Como sabemos, a competição entre as principais potências pelo Ártico está se intensificando. A Rússia tem um programa estatal para o desenvolvimento do Ártico, tanto no âmbito econômico quanto militar. A operação de diversos armamentos no Ártico deve ser orientada para a possibilidade de seu uso em condições climáticas severas", disse Boris Rozhin, especialista do Centro de Jornalismo Político-Militar russo, à Sputnik.

    Sem testes, o desenvolvimento e modernização de armamentos será difícil, refere.

    "Por isso, os esforços que estão sendo investidos na criação da infraestrutura para instalar e testar essas armas são parte integrante da estratégia da Rússia para expandir e fortalecer sua influência na zona ártica. É preciso entender que os países concorrentes estarão realizando mais ou menos o mesmo."

    Segundo Sergei Karasev, chefe do Centro Científico e Técnico de Teste e Pesquisa Experimental de Armas, Equipamentos Militares e Especiais da TsNIItochmash, os especialistas conseguiram restaurar a tecnologia de teste única que havia sido perdida.

    Desde o início dos anos 1990, a manutenção das instalações de teste não vinha sendo financiada, levando ao abandono delas. Como resultado, o laboratório e o respectivo equipamento se tornaram obsoletos.

    Mais:

    Militares russos testarão satélite atmosférico no Ártico
    Submarino nuclear russo dispara míssil antinavio em testes no mar Branco
    Maior quebra-gelo nuclear do mundo inicia testes no Ártico
    NASA desenvolve rover para buscar vida debaixo do gelo de oceanos de outros planetas (FOTO)
    Tags:
    Rússia, Ártico, TsNIITochMash, URSS, Rostec, Sputnik
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar