18:23 08 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    4216
    Nos siga no

    Para o embaixador da Rússia nos Estados Unidos, Anatoly Antonov, Washington decidiu desconsiderar os interesses de seus próprios negócios ao sancionar dezenas de empresas russas.

    Na segunda-feira (21), o Departamento de Comércio dos Estados Unidos publicou uma lista de 103 empresas de Rússia e China que, segundo Washington, têm laços militares. As empresas em questão receberão restrições de exportação.

    O embaixador russo nos Estados Unidos, Anatoly Antonov, classificou a decisão de sancionar como destrutiva, por minar não apenas interação econômica persistente entre países, mas também por bloquear qualquer perspectiva positiva.

    "É preciso destacar que, em um impulso antirrusso em Washington, decidiram desconsiderar os interesses de seus próprios negócios, privando-os da possibilidade de colaboração habitual com parceiros russos em esferas bastantes perspectivas", segundo a declaração do embaixador russo, publicada na conta do Facebook da missão diplomática em Washington.

    De acordo com Antonov, as perspectivas esferas correspondem à aviação civil, à construção de máquinas e aparelhos precisos e à metalurgia.

    "Tais passos colocam nossas relações em uma crise ainda maior. A saída dela é possível, apenas se os EUA estiverem prontos para construir relações com princípios de igualdade e respeito mútuo. Ainda não vemos tal aspiração", comentou o diplomata.

    Sob restrições de exportação entraram, entre outras, empresas do Ministério da Defesa da Rússia, da corporação estatal russa Rostec e da corporação estatal de energia nuclear Rosatom. Além disso, na lista de restrições norte-americana estão empresas de construção aérea MiG, Sukhoi, Tupolev e Irkut e Centro Espacial de Foguetes Progress.

    Mais:

    EUA reforçam sua base aérea no Alasca com novos caças F-35 perto das fronteiras russas
    Marinha dos EUA adota 'postura mais assertiva' contra China e Rússia
    Pompeo: compra do sistema S-400 pela Turquia ameaça segurança dos EUA
    EUA podem impor sanções contra Índia assim que país receber S-400 da Rússia, diz ex-conselheiro
    Tags:
    embaixador, exportação, empresas, sanções, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar