03:43 28 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    2190
    Nos siga no

    O ministro russo das Relações Exteriores disse ainda que quaisquer sanções contra a Rússia "são absolutamente sem sentido e contraproducentes".

    O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, afirmou nesta quinta-feira (10) que Moscou está aberta a um diálogo construtivo com seus parceiros europeus, ainda que os Estados Unidos exerçam considerável influência sobre os países da União Europeia.

    "Um dos objetivos estratégicos atuais de Washington é garantir que a União Europeia perca a sua independência estratégica e volte ao cerne da unidade euro-atlântica. Apesar de tudo isto, continuamos abertos ao diálogo, queremos este diálogo - o diálogo de iguais. Deve haver prontidão recíproca. Até agora, não existe essa disposição", disse Lavrov, durante a 28ª Assembleia do Conselho de Política Externa e Defesa, por meio de um link de vídeo.

    O ministro russo acrescentou que Moscou não vai justificar suas próprias ações nem buscar a aprovação de outros países.

    "Quaisquer ameaças, sejam sanções ou tentativas de debater outros tipos de punição para o nosso país, são absolutamente sem sentido e contraproducentes. Precisamos da cooperação com o Ocidente, tanto quanto o Ocidente precisa da Rússia com suas capacidades", observou Lavrov.

    Em seguida, o ministro das Relações Exteriores convocou os países ocidentais a se engajarem em diálogos internacionais, tendo como base um código de conduta universal, fixado pela Organização das Nações Unidas (ONU).

    Presidente da Rússia, Vladimir Putin, e presidente da França, Emmanuel Macron, durante o recente encontro no sul da França
    © Sputnik / Sergei Guneev
    Presidente da Rússia, Vladimir Putin, e presidente da França, Emmanuel Macron, durante o recente encontro no sul da França

    As relações entre Moscou e os países da União Europeia têm sido tensas desde 2014, devido à crise ucraniana e à reunificação da Crimeia com a Rússia. A União Europeia, juntamente com os Estados Unidos, aplicou sanções contra a Rússia, que foram respondidas por Moscou, também com sanções.

    Alguns países da União Europeia começaram recentemente a questionar a eficácia das sanções e a procurar soluções diferentes para os problemas entre Moscou e a Europa.

    Mais:

    Clínica alemã que tratou Navalny não encontrou vestígios de agentes de guerra química, diz Lavrov
    Lavrov: G20 reflete mundo multipolar e prova incapacidade do G7
    Rússia não vê perspectivas de assinatura de novo Tratado START, diz Lavrov
    Possibilidade de EUA vencerem conflito nuclear é 'perigosa ilusão', diz vice-chanceler russo
    Tags:
    Ocidente, diplomacia, Rússia, Sergei Lavrov
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar