23:24 08 Março 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    0 21
    Nos siga no

    "A Rússia acolheria o possível retorno dos Estados Unidos ao acordo nuclear com o Irã depois que o governo Trump se retirou do tratado", disse nesta quarta-feira (2) o embaixador russo em Washington, Anatoly Antonov.

    "Nem é preciso dizer que gostaríamos de receber a possível decisão dos Estados Unidos de voltar a esse negócio", disse Antonov durante um evento on-line da Brookings Institution.

    Antonov: "Hoje a questão diante de nós é se seremos capazes de salvar o sistema de controle de armas juntos". Discurso de abertura do embaixador Anatoly Antonov no Brookings Institute. Conferência sobre o estado atual das relações Rússia-EUA.

    A declaração do embaixador da Rússia foi feita no mesmo dia em que Joe Biden confirmou sua vontade de fazer os EUA retornarem ao Plano de Ação Conjunto Global.

    ​Antes da eleição de 3 de novembro, o presidente eleito Joe Biden havia afirmado que os Estados Unidos voltariam a aderir ao acordo nuclear com o Irã, como ponto de partida para negociações posteriores com o país.

    O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Global Conjunto (JCPOA), foi assinado em julho de 2016 com os Estados Unidos, China, França, Reino Unido, Rússia e Alemanha. O tratado impôs restrições ao programa nuclear do Irã em troca de sanções.

    Os EUA chegaram ao tratado durante a administração do presidente Barak Obama, quando Joe Biden atuou como vice-presidente. O atual presidente Donald Trump retirou os Estados Unidos do acordo em 2018 e, desde então, passou a adotar uma postura de pressão contra o Irã.

    Em junho de 2015, um conjunto de países aprovou, na cidade suíça de Lausanne, o Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA, na sigla em inglês), que regula o programa nuclear do Irã
    © AP Photo / Brendan Smialowski
    Em junho de 2015, um conjunto de países aprovou, na cidade suíça de Lausanne, o Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA, na sigla em inglês), que regula o programa nuclear do Irã

    Mais:

    Zarif celebra papel da Rússia na preservação do acordo nuclear iraniano
    Na UTI: Rússia e EUA podem salvar o acordo de controle de armas nucleares Novo START?
    'A Rússia fez concessões muito sérias' para salvar acordo nuclear com EUA, diz especialista
    Tags:
    acordo nuclear, Irã, Plano Conjunto de Ação Integral (JCPOA), JCPOA, Barack Obama, EUA, Rússia, Anatoly Antonov
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar