23:54 22 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    5300
    Nos siga no

    Moscou condena firmemente o assassinato do físico nuclear iraniano Mohsen Fakhrizadeh-Mahabadi, cujo caráter provocatório visa claramente desestabilizar a situação na região, comunicou nesta segunda-feira (30) o Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

    "Condenamos veementemente o assassinato em 27 de novembro no Irã do cientista Mohsen Fakhrizadeh. Expressamos nossa profunda preocupação em relação à natureza deste ato terrorista, claramente destinado a desestabilizar a situação e exacerbar o potencial de conflito na região", lê-se no comunicado.

    "Quem quer que esteja envolvido neste assassinato e tente usá-lo para seus próprios interesses políticos deve ser responsabilizado por isto", acrescenta a nota da chancelaria.

    Cientista nuclear Fakhrizadeh-Mahabadi foi morto na passada sexta-feira (27) em um atentado com arma de fogo e bomba. Na sequência do ataque ele ficou gravemente ferido e acabou por falecer no hospital.

    Hassan Rouhani, presidente do Irã, e Mohammad Javad Zarif, ministro das Relações Exteriores, suspeitam Tel Aviv de envolvimento na morte do cientista iraniano, com as autoridades israelenses ainda não tendo comentado o incidente.

    Mohsen Fakhrizadeh-Mahabadi era professor de física na Universidade Imam Hossein e era ainda chefe da Organização de Pesquisa e Inovação em Defesa do Ministério da Defesa do Irã.

    Mais:

    Jordânia e Emirados Árabes condenam assassinato de cientista nuclear iraniano
    Irã promete resposta 'calculada e precisa' ao assassinato de cientista nuclear
    Surgem novos detalhes sobre o assassinato do cientista nuclear iraniano
    Tags:
    Rússia, atentado, Oriente Médio, Irã, assassinato, Mohsen Fakhrizadeh-Mahabadi
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar