12:01 03 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo em meados de novembro (90)
    0 282
    Nos siga no

    A terceira fase de testes da vacina russa Sputnik V contra o novo coronavírus mostra que sua eficiência é extremamente alta, declarou Elena Baibarina, diretora do departamento de cuidados da saúde infantil e do serviço de maternidade do Ministério da Saúde da Rússia.

    "A terceira fase, que está agora em curso, mostra que a eficiência é muito, muito alta, extremamente alta", disse Baibarina em uma reunião.

    Por sua vez, Vladimir Putin afirmou que ambas as vacinas russas registradas contra COVID-19 (Sputnik V e EpiVacCorona) são seguras e eficazes e falta apenas a questão de sua produção em massa que agora está sendo montada no país.

    "Estamos explorando ativamente com nossos parceiros as possibilidades de seu fornecimento e instalação da produção local. Quero salientar: ambas as vacinas cumprem dois critérios muito importantes – são completamente seguras e eficazes. A única questão é estabelecer sua produção em massa. Na Rússia isto está sendo implementado", disse Putin nesta sexta-feira (20) na cúpula do fórum da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico.

    Vale ressaltar que ontem (19) Melita Vujnovic, a representante da OMS na Rússia, informou que os fabricantes da vacina Sputnik V enviaram o pedido de certificação à sede da OMS.

    Nesta semana, Sergei Ryabkov, vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, disse que Moscou e estados brasileiros discutem o local no Brasil onde será possível produzir a vacina russa Sputnik V.

    Dados obtidos da análise provisória da terceira fase de testes clínicos da vacina provaram eficácia de 92% da Sputnik V.

    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo em meados de novembro (90)

    Mais:

    EUA terão 40 milhões de doses de vacina contra COVID-19 em janeiro, diz secretário
    OMS confirma pedido de certificação da vacina russa Sputnik V
    Primeiro lote da vacina CoronaVac chega a São Paulo hoje (VÍDEOS)
    Tags:
    COVID-19, novo coronavírus, Rússia, vacina, Sputnik V
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar