01:08 26 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    6392
    Nos siga no

    O ex-agente da inteligência norte-americana Edward Snowden revelou que deseja solicitar a cidadania da Rússia.

    Nesta segunda-feira (2), Anatoly Kucherena, advogado de Snowden, confirmou à Sputnik a intenção do ex-agente.

    "Visto que Snowden e sua esposa estão esperando nascimento do seu primeiro filho em breve, Snowden entrou em contato comigo com pedido de contribuição para que obtenham cidadania russa", declarou o advogado de Snowden, adicionando que os documentos para o pedido já estão sendo organizados.

    Após ter recebido a permissão de residência permanente na Rússia com sua esposa, Edward Snowden escreveu no Twitter seus planos de solicitação de cidadania russa, país em que residem desde 2013.

    Depois de anos de separação de nossos pais, eu e minha esposa não desejamos ficar separados de nosso filho. É por isso que, nesta era de pandemias e fronteiras fechadas, estamos solicitando dupla cidadania russo-americana.

    Longo período de elaboração: nossa maior colaboração está chegando em breve

    Ao mesmo tempo, Snowden salientou que com sua esposa vai continuar seguindo os valores norte-americanos, que serão passados para o filho.

    Lindsay e eu vamos permanecer sendo norte-americanos, criando nosso filho com todos os valores dos Estados Unidos da América que amamos, incluindo a liberdade para expressar as opiniões dele. E eu desejo um dia poder voltar aos Estados Unidos, para que toda a família possa estar reunida.

    Em 22 de outubro, Snowden recebeu a permissão de residência permanente na Rússia.

    Em 2013, o ex-agente revelou mecanismos globais de espionagem cibernética, indicando um grande debate sobre a privacidade de informações em um Estado de direito.

    Após filtrar vários documentos da Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA, na sigla em inglês) para os jornais The Washington Post e The Guardian, Snowden fugiu para Hong Kong e logo se refugiou na Rússia.

    Instalações da NSA em Fort Meade, Maryland
    © AP Photo
    Instalações da NSA em Fort Meade, Maryland

    Primeiramente, a Rússia concedeu asilo por um ano a Snowden, que poderia enfrentar até 30 anos de prisão nos EUA. Em seguida, sua permissão de residência foi estendida, o que permite viajar para fora do país. Em abril de 2020, Snowden apresentou os documentos para estender sua permissão de residência na Rússia por outros três anos.

    Muitos norte-americanos demonstraram oposição às práticas reveladas pelo ex-técnico da CIA e da NSA por serem consideradas anticonstitucionais e solicitaram ao ex-presidente Barack Obama (2009-2017) que o perdoasse, sem ter êxito.

    Em agosto, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou que estava considerando um indulto ao ex-agente.

    Mais:

    Reino Unido se abre para habitantes de Hong Kong e diz que processo de cidadania começará em janeiro
    Lula: Assange, fundador do WikiLeaks, é 'herói' e 'humanidade deveria exigir sua liberdade'
    Corte concede ao governo dos EUA lucros do livro de Snowden
    Tags:
    asilo, Edward Snowden, espionagem, cidadania, Estados Unidos, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar