06:06 25 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    Mundo enfrenta COVID-19 em meados de outubro (78)
    0 71
    Nos siga no

    O governador da região de Moscou, Andrei Vorobiyov, assinou um decreto proibindo visitas a locais de entretenimento da meia-noite às 8h, a partir de 17 de outubro, como parte dos esforços para conter o surto do novo coronavírus.

    "Para os fins deste parágrafo, atividades de entretenimento significam danças coletivas, karaokê, apresentação pública de música e outras atividades semelhantes", diz o documento publicado nesta quinta-feira (15). 

    ​Na região de Moscou, várias medidas estão sendo tomadas para combater a disseminação do coronavírus, a fim de evitar a quarentena e a introdução de passes especiais.

    A Rússia tem atualmente 1.346.380 casos confirmados de pessoas que já testaram positivo para a COVID-19, com 23.350 mortes. Após meses com tendência de queda, o número de novas transmissões voltou a aumentar nas últimas semanas.

    Na região de Moscou, onde também há um agravamento da situação epidemiológica, as medidas de combate à infecção foram intensificadas. Por exemplo, moradores da região com mais de 65 anos e pessoas com doenças crônicas estão sendo aconselhadas a continuar em casa, enquanto permanecem o uso de máscara e esquemas de controle no transporte público e nos estabelecimentos comerciais.

    O país já registrou duas vacinas contra o novo coronavírus, a Sputnik V, em agosto, e a EpiVakCorona, registrada ontem (14). As autoridades e os pesquisadores russos trabalham para que a população possa ser imunizada o mais rápido possível, enquanto outras vacinas seguem em desenvolvimento.

    Tema:
    Mundo enfrenta COVID-19 em meados de outubro (78)

    Mais:

    Sputnik V: 50 países têm interesse na aquisição da vacina russa contra o coronavírus
    Mais de 12 mil russos já receberam vacina Sputnik V contra COVID-19
    Curva de COVID-19 na Rússia deve se achatar nos próximos 10 ou 20 dias
    Tags:
    mortes, doença, surto, restrições, governo, pandemia, COVID-19, novo coronavírus, Rússia, Moscou
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar