08:41 31 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    5561
    Nos siga no

    Países-membros da OTAN, inclusive os EUA, tentam limitar atividade da Rússia no Ártico usando vários métodos, declarou nesta terça-feira (13) vice-presidente do Conselho de Segurança da Federação da Rússia.

    "Estamos interessados no desenvolvimento da cooperação pacífica nesta região. Mas, infelizmente, há outros exemplos. Sabe-se que alguns países, principalmente os da Organização do Tratado do Atlântico Norte, incluindo os Estados Unidos da América, tentam insistentemente limitar nossa atividade no Ártico", declarou Dmitry Medvedev, durante reunião da Comissão Interdepartamental do Conselho de Segurança da Rússia sobre questões dos interesses nacionais da Rússia no Ártico.

    De acordo com Medvedev, outros atores têm usado diferentes ferramentas para limitar a presença russa na região.

    "Usam vários métodos: desde aumento da atividade militar perto das fronteiras da Rússia até pressão por sanções", adicionou.

    De acordo com Medvedev, tudo isso "cria ameaça para nossa segurança nacional".

    Nova base russa Trifólio Ártico
    © Foto / Ministério da Defesa da Rússia
    Nova base russa Trifólio Ártico

    Ele observou que as posições russas serão mantidas no Ártico, região de grande importância estratégica e com metas a serem cumpridas, incluindo garantia dos interesses econômicos e questões da segurança nacional da Rússia.

    "A Rússia, apesar das constantes tentativas de alguns países de desestabilizar a situação no Ártico, com certeza, vai manter suas posições na região", disse Medvedev durante reunião.

    Para conseguir estes objetivos, segundo Dmitry Medvedev, estão sendo usados diferentes formatos internacionais eficazes. O Conselho do Ártico é uma das plataformas principais que contará com presidência da Rússia entre 2021 e 2023. Sob a égide desta organização muitos projetos importantes são realizados no campo da ecologia, economia, saúde, combate às mudanças climáticas do clima e outras esferas, acrescentou Medvedev.

    Mais:

    Degelo do Ártico está abrindo novas rotas para Marinha da China, avisa almirante britânico
    Rússia cria tecnologia para construir 'aeródromos de gelo' no Ártico
    Maior quebra-gelo nuclear do mundo inicia testes no Ártico
    Recado para Rússia e China? EUA enviarão 150 caças F-35 e F-22 para o Ártico, diz senador
    Tags:
    OTAN, Dmitry Medvedev, EUA, Ártico
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar