15:49 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    1101
    Nos siga no

    A Rússia lamentou que a Alemanha tenha lançado uma campanha acusando a Rússia no caso do opositor russo Aleksei Navalny e a tenha transferido para a Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) sem apresentar nenhuma prova.

    O representante permanente da Rússia no OPAQ, Aleksandr Shulgin, declarou nesta terça-feira (6) que o "objetivo da campanha em torno de Navalny é criar um pretexto artificial para impor outra extensão de sanções" contra a Rússia.

    "O governo da Alemanha ao invés de estabelecer canais normais de interação bilateral para descobrir as razões do ocorrido e iniciar um diálogo com o gabinete do procurador-geral da Alemanha, preferiu lançar uma campanha acusando a Rússia sem apresentar qualquer prova e transmitindo-a à OPAQ sem apresentar qualquer material. Isso é lamentável", disse Shulguin durante a 95ª sessão do Conselho Executivo da OPAQ.

    O diplomata russo também questionou como os médicos alemães encontraram a substância do grupo Novichok nas análises do opositor russo, visto que Berlin afirmou anteriormente que não havia sintetizado as substâncias com ação neuro-centralizadora.

    Ele também rechaçou a forma como a situação em torno do suposto envenenamento do opositor russo Aleksei Navalny evoluiu no âmbito da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ).

    "É especialmente surpreendente como a situação se desenvolve com o chamado envenenamento do cidadão russo Aleksey Navalny em Haia", disse Shulguin em seu discurso.

    A OPAQ afirmou nesta terça-feira (6) que uma substância semelhante ao Novichok foi encontrada no corpo de Navalny, mas que não está incluída na lista de substâncias químicas proibidas do órgão.

    Mais:

    No organismo de Navalny foram encontradas substâncias com características semelhantes às do Novichok
    Ucrânia pode aderir às sanções da União Europeia contra Rússia por conta do caso Navalny
    Clínica alemã que tratou Navalny não encontrou vestígios de agentes de guerra química, diz Lavrov
    Tags:
    Aleksey Navalny, envenenamento, Novichok, Alemanha, Rússia, OPAQ
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar