19:28 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    1170
    Nos siga no

    O vice-ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov, tachou hoje (1º) de "estupidez" as afirmações de que o presidente russo estaria por trás de uma campanha para prejudicar o candidato democrata à presidência dos EUA.

    "Trata-se de mais uma manifestação suja e de uma estupidez desenfreada daqueles que escrevem esses tipos de textos", disse nesta quinta-feira (1º) o diplomata russo sobre as informações que circularam em alguns meios de comunicação ocidentais.

    O jornal The Washington Post revelou que, segundo um relatório secreto da CIA, o presidente Vladimir Putin seria o líder de uma campanha que tem como objetivo desacreditar Joe Biden.

    As fontes indicaram que o relatório da CIA, intitulado Worldwide Intelligence Review (Análise de Inteligência Mundial), foi publicado no dia 31 de agosto e utilizou tanto fontes abertas como informações classificadas dos serviços de inteligência, assim como dados da Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês) e do FBI.

    No início de agosto, o diretor do Centro Nacional de Contrainteligência e Segurança dos EUA, William Evanina, garantiu que a comunidade de inteligência de seu país acredita que a Rússia estaria tentando prejudicar o concorrente do Partido Democrata nas eleições presidenciais americanas.

    Em diversas ocasiões, a Rússia negou as acusações de ingerência no sistema político dos Estados Unidos, e afirmou que essas ações são contrárias aos princípios que conduzem a política externa de Moscou.

    Mais:

    General da Força Aérea revela preocupação dos EUA com capacidades nucleares de Rússia e China
    Rússia exige proposta 'razoável' dos EUA para acordo do Tratado Novo START, diz vice-chanceler
    Marinha dos EUA tenta se preparar para uma Rússia mais fortalecida no Atlântico
    Tags:
    Ministério das Relações Exteriores, relações internacionais, Eleições nos EUA, Sergei Ryabkov, Vladimir Putin, Joe Biden, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar