05:38 29 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    2192
    Nos siga no

    Moscou apela ao fim imediato das hostilidades em Nagorno-Karabakh e à transferência do processo à esfera político-diplomática, declarou aos jornalistas o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.

    "Continuamos a acompanhar de muito perto a situação, consideramos que as operações de combate devem cessar imediatamente e o processo de resolução do conflito como tal, assim como das consequências da atual escalada, deverão passar à esfera político-diplomática", afirmou.

    Ele observou que a situação na linha de contato na zona de Nagorno-Karabakh é "motivo de maior preocupação para Moscou e muitos outros países". "Desde as primeiras horas após a escalada desta situação, o ministro das Relações Exteriores [Sergei] Lavrov tem estado em contato com seus homólogos de Erevan e Baku. Além disso, por iniciativa do lado armênio, [o presidente Vladimir] Putin falou ontem com o premiê da Armênia", sublinhou Peskov.

    Por sua vez, o vice-presidente do Conselho de Segurança da Rússia, Dmitry Medvedev, declarou que para ultrapassar esta crise devem ser usadas todas as possibilidades disponíveis, inclusive as negociações bilaterais.

    "Nova espiral de tensão na zona do conflito de Nagorno-Karabakh levou mais uma vez ao derramamento de sangue, à morte de pessoas. O problema de Nagorno-Karabakh não pode ser revolvido pela força. A resolução deve ser efetuada exclusivamente por meios políticos e diplomáticos", disse Medvedev.

    Ontem, o primeiro-ministro da Armênia, Nikol Pashinyan, discutiu com o presidente russo, Vladimir Putin, a escalada de tensões na referida região. Conforme foi citado, Putin expressou "sérias preocupações" com as novas hostilidades militares em grande escala na região de Nagorno-Karabakh. Além disso, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia publicou um comunicado em que apelou a um cessar-fogo.

    Mais:

    Armênia declara lei marcial após escalada de conflito militar com Azerbaijão em Nagorno-Karabakh
    Conflito Azerbaijão-Armênia: Nagorno-Karabakh diz ter recuperado posições de madrugada
    Armênia e Azerbaijão divulgam VÍDEOS de ataques mútuos em Nagorno-Karabakh
    Tags:
    Vladimir Putin, Dmitry Peskov, Nagorno-Karabakh, Azerbaijão, conflito armado, Armênia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar