21:14 19 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    Coronavírus no mundo no fim de setembro (49)
    3463
    Nos siga no

    Neste sábado (26), o diretor do Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya, Aleksandr Gintsburg, afirmou que no decorrer do desenvolvimento da vacina Sputnik V houve tentativas de hackear computadores do centro.

    "Houve ataques de hackers, mas se estavam ou não relacionados à vacina, não sou especialista em tecnologias IT, portanto não posso julgar de maneira profissional sobre o objetivo desses ataques, mas contra os computadores de nossos desenvolvedores realmente foram empreendidas tentativas de ataque", disse Gintsburg em documentário mostrado pelo canal Rossiya 1.

    Gintsburg detalhou que os ataques foram registrados alguns meses atrás, no preciso momento em que a vacina Sputnik V estava em desenvolvimento.

    Vacina Sputnik V

    A primeira vacina a ser registrada no mundo, Sputnik V, foi desenvolvida pelo Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya, com financiamento do Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI, na sigla em russo).

    Frascos da vacina Sputnik V (foto de arquivo)
    © Sputnik / RFPI e Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya
    Frascos da vacina Sputnik V (foto de arquivo)

    O remédio obteve todas as permissões e passou pelos dois estágios de testes em voluntários da faixa etária entre 18 e 60 anos de idade que, como resultado, formaram uma forte resposta imunológica ao SARS-CoV-2.

    A fase pós-registro dos testes começou em setembro: no total a vacina será testada em 40 mil pessoas.

    No Brasil, os estados do Paraná e da Bahia já fecharam acordo com a Rússia para o fornecimento da vacina, a qual poderá ser distribuída em território brasileiro caso seja aprovada pelos órgãos reguladores.

    Tema:
    Coronavírus no mundo no fim de setembro (49)

    Mais:

    Brasil, Indonésia e Turquia receberão vacina ao mesmo tempo que China, diz executivo da SinoVac
    Centro Vektor planeja introduzir em circulação civil 2 variantes da vacina contra COVID-19
    Com 729 novas mortes pela COVID-19, Brasil ultrapassa 140 mil óbitos pela doença
    Tags:
    vacina, Rússia, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar