11:56 30 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    2140
    Nos siga no

    Um jato de combate russo Su-27 foi despachado nesta terça-feira (15) para uma missão de interceptação de um avião de patrulha da Força Aérea dos Estados Unidos sobre o mar Báltico.

    A informação foi divulgada pelo Centro de Controle de Defesa Nacional (NDCC) do Ministério da Defesa da Rússia.

    "Em 15 de setembro, dispositivos de controle do espaço aéreo russo detectaram um alvo aéreo se aproximando da fronteira do estado russo sobre águas neutras do mar Báltico", diz o comunicado.
    Avião de reconhecimento P-8A Poseidon dos EUA
    © Sputnik / Aleksei Kudenko
    Avião de reconhecimento P-8A Poseidon dos EUA

    Para identificar um alvo aéreo e evitar a violação da fronteira do estado russo, um caça Su-27 das forças de defesa aérea do Distrito Militar Ocidental foi enviado para o local.

    "A tripulação do caça russo aproximou-se do objeto aéreo a uma distância segura e identificou-o como uma aeronave de patrulha da Marinha dos EUA P-8A Poseidon e escoltou-o sobre o mar Báltico", diz o comunicado.

    Depois que o avião militar estrangeiro se afastou da fronteira da Rússia, o caça russo voltou em segurança para sua base. Todo o voo do caça russo Su-27 foi realizado em estrita conformidade com as regras internacionais de uso do espaço aéreo. Nenhuma violação da fronteira do estado russo pelo avião dos EUA foi permitida, acrescentou o NDCC.

    Esse tipo de situação acontece regularmente. Mais cedo nesta segunda-feira (15), dois Su-27 e dois Su-30 foram acionados para escoltar três bombardeiros estratégicos B-52H dos EUA sobre o mar Negro.

    Mais:

    Caças russos Su-27 interceptam 4 aviões da OTAN em 1 dia
    Caças russos Su-27 interceptam bombardeiro estratégico B-52 dos EUA sobre mar Báltico
    Caças russos Su-27 e Su-30 escoltam 3 bombardeiros estratégicos dos EUA sobre o mar Negro (VÍDEO)
    Tags:
    Mar Báltico, Estados Unidos, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar