06:03 23 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    Coronavírus no mundo no início de setembro (48)
    3250
    Nos siga no

    A revista científica The Lancet publicou os primeiros resultados da vacina Sputnik V contra o coronavírus nesta sexta-feira (4), revelando a segurança e a eficácia dos testes realizados.

    O chanceler russo, Sergei Lavrov, declarou nesta sexta-feira (4) que a Rússia está pronta para compartilhar sua experiência no desenvolvimento da vacina e tratamentos contra COVID-19 com seus parceiros do BRICS (grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul).

    Ao participar de uma reunião nesta sexta-feira (4) com diplomatas do grupo BRICS, o ministro das Relações Exteriores da Rússia lembrou que a vacina russa Sputnik V foi registrada em 11 de agosto.

    "Gostaria de lembrar que a primeira vacina russa contra COVID-19, a Sputnik V, foi registrada recentemente. Cientistas russos desenvolveram tratamentos contra a doença do coronavírus. E estamos prontos para compartilhar essa experiência com outros países, inclusive, é claro, nossos amigos do BRICS", afirmou o chanceler.

    A vacina Sputnik V foi desenvolvida pelo Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya e pelo Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI, na sigla em russo). De acordo com os órgãos, a Sputnik V demonstrou uma resposta imune em 100% dos pacientes testados e não causou efeitos adversos graves.

    Tema:
    Coronavírus no mundo no início de setembro (48)

    Mais:

    Brasileiros propagam notícia boa do dia sobre eficácia da Sputnik V segundo The Lancet
    Sputnik V mostra eficácia em resultados e exportações podem começar em novembro, diz diretor do RFPI
    Brasil deve começar a testar vacina russa Sputnik V em um mês
    The Lancet publica resultados dos testes clínicos da vacina russa Sputnik V
    Tags:
    BRICS, novo coronavírus, Brasil, Sputnik V, vacina, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar