05:35 23 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    Coronavírus no mundo no início de setembro (48)
    1100
    Nos siga no

    Empresas indianas e o Fundo Russo de Investimentos Diretos, que fez a vacina em colaboração com o Centro Gamaleya, negociaram a produção de mais de 300 milhões de doses da Sputnik V em solo indiano.

    A Rússia assinou um acordo com empresas indianas de produção de mais de 300 milhões de doses da vacina Sputnik V contra o coronavírus por ano, disse o diretor-geral do Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI, na sigla em russo), Kirill Dmitriev.

    "Os especialistas indianos viram o que a vacina russa faz. Já assinamos um acordo de produção com empresas indianas para produzir mais de 300 milhões de doses da vacina russa por ano", declarou Dmitriev em entrevista à emissora indiana NDTV.

    Dmitriev acrescentou que a Rússia respondeu a todas as perguntas indianas sobre a vacina contra o coronavírus.

    "Temos um apoio sério de cientistas indianos. Trabalhamos muito bem com a Índia, [e] acreditamos que a Índia pode ser um excelente centro para o fornecimento de vacinas de todo o mundo. Além disso, respondemos a todas as perguntas que fizeram: foi discutida a questão da publicação, [que] será lançada nesta semana em uma grande mídia ocidental."

    "Surgiu a questão dos testes pós-registro [da vacina Sputnik V]. Nesta semana já iniciamos mais de 40 mil testes pós-registro na Rússia", acrescentou.

    Em 22 de agosto, o Ministério da Saúde da Rússia concedeu ao Centro Gamaleya permissão para realizar testes pós-registro da vacina contra o novo coronavírus.

    Dmitriev observou que a Rússia recebeu de vários países pedidos correspondentes a mais de um bilhão de doses de vacina contra o novo coronavírus.

    "Acreditamos que, produzindo a vacina com a Índia, podemos entregar a vacina a todos os países, [a] todos os países-chave do mundo. É uma tecnologia comprovada e segura de adenovírus humano, e recebemos solicitações de diferentes países para mais de um bilhão de doses. Como eu disse, mais de 300 milhões [de doses] por ano, acreditamos que [as] podemos produzir na Índia", disse Dmitriev.

    Disseminação da vacina

    Em 11 de agosto, o Ministério da Saúde da Rússia registrou pela primeira vez no mundo uma vacina contra o SARS-CoV-2, desenvolvida pelo Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya e pelo RFPI. Kirill Dmitriev informou que o fundo recebeu pedidos de mais de 20 países para o envio de um bilhão de doses de vacina contra o coronavírus.

    Além disso, observou que a Rússia concordou em produzir a vacina em cinco países, com capacidade total de produção de 500 milhões de doses por ano.

    Tema:
    Coronavírus no mundo no início de setembro (48)

    Mais:

    Cientistas russos testam vacina contra COVID-19 em idosos
    Rússia negocia fabricação de medicamentos contra COVID-19 na América Latina
    Sputnik V: especialistas internacionais depositam confiança na vacina russa
    Tags:
    Índia, NDTV, Kirill Dmitriev, Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI), COVID-19, Sputnik V, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar