15:04 27 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    Mundo e COVID-19 no final de agosto (52)
    180
    Nos siga no

    O dispositivo Detector-BIO é capaz de localizar até 85 "agentes infecciosos de natureza viral e bacteriana", além do SARS-CoV-2, de forma automática e simultânea.

    A fábrica Krasnogorsk, que fica perto de Moscou, pertencente à corporação estatal russa Rostec, que tem o objetivo de ajudar a financiar a exportação de bens manufaturados de alta tecnologia, apresentou no fórum EXÉRCITO 2020 um dispositivo que permite detectar vírus no ar, incluindo o SARS-CoV-2, disse à Sputnik o diretor-geral Aleksandr Novikov.

    Chamado Detector-BIO, o dispositivo é capaz de detectar não apenas vírus, mas também bactérias e toxinas, garante.

    "É um desenvolvimento conjunto com o Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya do Ministério da Saúde da Rússia."

    O dispositivo médico e biológico é capaz de detectar de forma totalmente automática até 86 agentes infecciosos de natureza viral e bacteriana simultaneamente, bem como toxinas no ambiente do ar. A análise é realizada por dois métodos independentes: a reação em cadeia da polimerase em tempo real e o método de imunofluorescência.

    O dispositivo foi projetado para garantir a segurança em lugares e eventos lotados, instalações de infraestrutura, metrô, aeroportos, estações ferroviárias e centros de transporte.

    "Com um dispositivo assim, leva de dez a 30 minutos para analisar automaticamente a amostra de ar, dependendo da concentração de patógenos e outros fatores", disse Novikov.

    Os testes estatais deste dispositivo foram concluídos em junho, mas a certificação ainda está sendo preparada, por isso ainda é cedo falar de encomendas, conta.

    "No entanto, temos a máxima prontidão e, se necessário, estamos prontos para produzir o que o cliente necessitar. É importante que este dispositivo possa reagir a vários patógenos no ar, para que possa ser utilizado tanto para fins civis quanto para garantir a segurança biológica", comentou o diretor-geral da fábrica.

    A holding Swabe atua como um centro de integração para a produção industrial de desenvolvimentos, de forma a garantir a segurança biológica e protótipos de produtos criados com o envolvimento de pequenas e médias empresas.

    Tema:
    Mundo e COVID-19 no final de agosto (52)

    Mais:

    Desenvolvedora de vacina russa vai estudar resposta imune secundária em vacinados
    Desenvolvedor da Sputnik V explica vantagens do uso de adenovírus humanos em vacina
    Estudo confirma eficácia da vacina chinesa Coronavac na fase 2 dos testes
    Tags:
    Rostec, COVID-19, Ministério da Saúde da Rússia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar