12:57 27 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    4320
    Nos siga no

    Ontem a clínica alemã Charité, onde se encontra internado o opositor russo Aleksei Navalny, informou que as análises clínicas indicam que ele estaria intoxicado com uma substância do grupo de inibidores da colinesterase.

    Ainda não foi identificada a substância química específica, no entanto, seu efeito sobre o organismo teria sido alegadamente "comprovado muitas vezes".

    Segundo disse em entrevista à Sputnik a doutora em ciências biológicas Tatyana Tolstikova, chefe do laboratório de pesquisa farmacológica do Instituto de Química Orgânica de Novossibirsk, os inibidores da colinesterase, sobre os quais declarou ontem a clínica Charité, são usados no tratamento de doenças neurológicas e psiquiátricas, e é pouco provável que sua eventual utilização como veneno seja eficaz devido a dificuldades na determinação da dosagem.

    "Se uma pessoa tiver tomado estes medicamentos, então pode haver uma superdosagem e intoxicação do organismo. Isso depende se a pessoa tomava o medicamento sozinha por prescrição médica ou podia lhe ter sido dada uma superdose. Inibidores da colinesterase são medicamentos usados tanto em neurologia como em psiquiatria. Eles são divididos em vários grupos", disse Tolstikova.

    A doutora explicou que os inibidores da colinesterase são usados como medicamentos para melhorar a transmissão de impulsos nervosos, também participam da recuperação dos sinais de impulsos neurais entre os neurônios. Eles são usados para tratar doenças de Alzheimer ou Parkinson.

    "Para cada medicamento tem uma dose, e cada pessoa tem sua dose. Se acontecer uma superdose por algum motivo, pode ocorrer envenenamento que pode levar até a morte [...] Aqui há uma margem muito tênue para superdose, especialmente no caso da doença de Alzheimer. Neste caso ocorrem danos tróficos do sistema nervoso central, há distúrbios, perda de memória, deterioração das condições do organismo", explicou.

    A especialista explicou que a única forma de adquirir estes medicamentos em uma farmácia é por prescrição médica, uma vez que são usados em casos em estados graves. É muito difícil tomá-los sem se notar, eles são administrados em pílulas ou por injeção.

    Profissionais de saúde de Omsk levam Aleksei Navalny para ambulância antes de transporte aéreo para Alemanha
    © REUTERS / Alexey Malgavko
    Profissionais de saúde de Omsk levam Aleksei Navalny para ambulância antes de transporte aéreo para Alemanha

    A cientista observou que usar inibidores da colinesterase para envenenamento intencional de uma pessoa não é a melhor maneira, porque a dose pode não ser tóxica para ela. "Sinceramente, não se pode morrer imediatamente. Em princípio pode haver pequenos distúrbios [...] Tudo depende da pessoa. Há uma variação de dosagens que têm um [certo] efeito e pode ocorrer intoxicação. Para uns isso será tóxico, mas para outros pode não ser tóxico", conclui a especialista.

    Reação de Kremlin às declarações da clínica alemã

    Moscou não entende por que os médicos alemães se apressam tanto com a versão de envenenamento de Aleksei Navalny, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.

    "Não entendemos por que razão os nossos colegas alemães se apressam tanto a utilizar a palavra 'envenenamento' e assim por diante. Esta versão, sabem, foi uma das primeiras que os nossos médicos consideraram, mas, vou repetir mais uma vez, a substância ainda não foi identificada", afirmou Peskov.

    Além disso, o porta-voz do Kremlin ressaltou que Moscou não descobriu nada de novo na declaração dos médicos alemães sobre a situação de Aleksei Navalny.

    "Agora quanto à declaração da clínica. Aqui não deve haver lugar para declarações vãs e de certa maneira ruidosas. Temos que analisar o que foi dito e escrito com calma absoluta. Nós ainda não ficamos sabendo nada de novo dessa declaração. Nós contatamos de propósito nossos médicos, nos informamos como, do ponto de vista profissional, podemos entender o que foi escrito [na declaração]", comentou.

    De acordo com Peskov, o fato de haver colinesterase baixa foi determinado por médicos russos durante as primeiras horas em que Navalny esteve no hospital em Omsk. E a atropina de que se fala, e que está sendo usada pelos médicos alemães, foi injetada nas primeiras horas de permanência do paciente na unidade de terapia intensiva.

    Mais:

    Opositor russo Navalny deixa hospital em Omsk para ser tratado na Alemanha
    Fundação de opositor Aleksei Navalny é alvo de buscas policiais na Rússia
    Diagnóstico feito na Alemanha indica envenenamento de Navalny por substância do grupo colinesterase
    Tags:
    medicamentos, substâncias tóxicas, envenenamento, Dmitry Peskov, Aleksei Navalny, Rússia, intoxicação, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar