15:02 27 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    7110
    Nos siga no

    Aleksei Navalny se sentiu mal durante um voo na Rússia e o avião teve que realizar pouso de emergência. Os médicos que estão tratando o paciente mencionaram cinco diagnósticos diferentes.

    O oposicionista russo Aleksei Navalny está em Omsk, no oeste da Sibéria, na UTI do Hospital de Emergência de Omsk № 1. Na manhã de quarta-feira (20), no avião que voava de Tomsk, na Sibéria, para Moscou, o criador da Fundação Anticorrupção se sentiu mal, e o avião realizou pouso de emergência em Omsk.

    O Ministério da Saúde regional informou que o paciente estava em tratamento intensivo.

    Kira Yarmysh, porta-voz da Fundação Anticorrupção, sugeriu que Navalny foi vítima de envenenamento, e Ivan Zhdanov, diretor da organização, afirmou, com referência a uma policial de transportes, que os testes revelaram um veneno que representa uma ameaça não só para o criador dela, mas também para outros.

    No entanto, o hospital relatou que o envenenamento é apenas uma das possíveis causas do estado do oposicionista, e que o paciente hospitalizado está recebendo todos os cuidados, sendo necessários mais dois dias para esclarecer a situação.

    Os médicos não relataram sinais de derrame, ataque cardíaco ou lesões infecciosas em Navalny, incluindo coronavírus.

    "Sou guiado em meu trabalho por documentos oficiais. E os documentos oficiais que chegaram de nosso laboratório de toxicologia química, a gama de substâncias que a máquina já testou, são todos negativos", declarou na sexta-feira (21) Aleksandr Murakhovsky, diretor hospital.

    Segundo disse Anatoly Kalinichenko, vice-diretor do Hospital de Emergência de Omsk № 1, não foram encontrados venenos ou vestígios deles no sangue e urina do oposicionista russo. De acordo com ele, o diagnóstico completo do paciente é quase conhecido, mas é impossível divulgá-lo. A esposa e o irmão de Navalny estão a par do suposto diagnóstico, segundo Murakhovsky.

    "Estamos falando agora de várias possibilidades de envenenamento. Até hoje, nenhum veneno foi encontrado no sangue ou na urina nos estudos que foram realizados. [...] Por isso, atualmente, o diagnóstico de envenenamento provavelmente permanece no fundo de nossa consciência em algum lugar, mas não acreditamos que o paciente tenha sofrido envenenamento", informou Kalinichenko.

    Destino do paciente

    Na manhã de sexta-feira (21), o concílio de médicos decidiu, em uma consulta com especialistas dos centros Burdenko e Pirogov em Moscou, que Navalny não estava em condições de ser transportado.

    Um avião médico especial voou da Alemanha para transportar o ativista russo da oposição Aleksei Navalny da Rússia para Berlim, tendo aterrissado no Aeroporto de Omsk, de acordo com o portal FlightRadar.

    Anteriormente, o jornal alemão Bild relatou que o avião deixou o Aeroporto de Nuremberg, na Alemanha, na noite de quinta-feira (20), sendo previsto que o fundador da Fundação Anticorrupção seja levado para a Clínica Charite de Berlim.

    De acordo com o mapa interativo do serviço FlightRadar, um Bombardier Challenger 604 decolou de Nuremberg às 03h12 (22h12, horário de Brasília) e pousou na pista do Aeroporto de Omsk às 12h10 (03h10, horário de Brasília).

    A representante do Ministério da Saúde da região de Omsk, Tatiana Shakirova, relatou que na manhã desta sexta-feira (21) seria realizada em Omsk uma consulta médica com a participação de especialistas de Moscou, e que a questão da transportabilidade do paciente está sendo resolvida.

    Os funcionários de saúde de Omsk foram questionados se planejam consultar especialistas da Clínica Charite em Berlim, para onde os familiares de Navalny querem transportá-lo.

    "É difícil para mim responder sua pergunta, porque não acho que o pessoal de Burdenko e Pirogov possa ser inferior àquela clínica de qualquer forma", respondeu Aleksandr Murakhovsky.

    Posteriormente, o médico-chefe do hospital disse que a condição da Navalny, avaliada como séria, tinha melhorado um pouco da noite para o dia, mas "permanece instável", e que a questão do transporte é "ainda prematura".

    Mais:

    Britânicos são hospitalizados com infecções raras causadas por picada de carrapatos
    Gente 'invisível': analista avalia riscos com que indígenas urbanos lidam no Brasil ante pandemia
    Fundação de opositor Aleksei Navalny é alvo de buscas policiais na Rússia
    Tags:
    Ministério da Saúde, Alemanha, Berlim, Moscou, Tomsk, Omsk, Rússia, Aleksei Navalny
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar