15:38 21 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    COVID-19 no Brasil no final de agosto (50)
    0 70
    Nos siga no

    O Centro Estatal de Pesquisa de Virologia e Biotecnologia Vektor, em Novossibirsk, planeja terminar os testes clínicos de sua vacina até o final de setembro.

    Ao todo, 57 voluntários receberam a vacina experimental e outros 43 receberam um placebo, informou à Sputnik o Serviço Federal de Defesa dos Direitos dos Consumidores e Bem-Estar Humano (Rospotrebnadzor, em russo).

    "Atualmente, todos os participantes dos testes clínicos receberam a vacina: 14 pessoas na primeira etapa, e 43 na segunda. Ainda 43 voluntários do grupo de controle receberam um placebo", divulga o serviço de imprensa do Rospotrebnadzor.

    Entre os 100 voluntários, seis registraram o surgimento de dores no local da vacina. O desconforto desapareceu no dia seguinte.

    O serviço russo acrescentou que a segunda fase de testes clínicos da vacina do Centro Vektor deve terminar ainda em setembro deste ano. Ao todo, os centros de pesquisa russos estão testando três vacinas diferentes.

    Nesta segunda-feira (17), a dirigente do Rospotrebnadzor Anna Popova, respondendo a uma pergunta se é melhor ter a vacina do Centro Vektor sendo testada ou a vacina Sputnik V já registrada do Centro Gamaleya, explicou que é importante para cada país ter várias opções de vacinas.

    O Ministério da Saúde russo registrou em 11 de agosto a primeira vacina no mundo para a COVID-19, que recebeu o emblemático nome de Sputnik V.

    Tema:
    COVID-19 no Brasil no final de agosto (50)

    Mais:

    Sputnik V: vacinas com uso de adenovírus são usadas por Exército dos EUA desde 1971
    'Ricos não devem ter prioridade para vacina contra COVID-19', alerta Papa Francisco
    IBGE: 12,3 milhões de brasileiros estão desempregados segundo pesquisa PNAD COVID-19
    Tags:
    pandemia, vacina, Rússia, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar