05:53 28 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    9675
    Nos siga no

    O aumento da presença militar dos EUA na Polônia contribui para a escalada das tensões ao longo das fronteiras ocidentais da Rússia, disse a representante do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, nesta segunda-feira (17).

    Estados Unidos e Polônia assinaram um acordo para ampliar a cooperação na área de defesa que prevê aumentar o número de soldados estadunidenses no país europeu em 1.000 militares, além dos 4.500 soldados já presentes.

    Segundo Zakharova, o acordo prevê o desenvolvimento da estrutura avançada de comando e Estado-Maior e centros de treinamento de combate das Forças Armadas dos Estados Unidos, a criação de condições para o envio de tropas e unidades de transporte de aviação, veículos aéreos não tripulados, forças de operações especiais, além de elementos de suporte e logística.

    "Mais uma vez chamamos a atenção para o fato de que a escalada militar dos EUA na Polônia não resolve o problema de segurança, pelo contrário, apenas agrava a já difícil situação ao longo das fronteiras ocidentais da Rússia, contribuindo para o agravamento das tensões e aumentando o risco de incidentes não intencionais. A natureza supostamente insignificante e rotativa dos reforços é percebida apenas como uma tentativa de distorcer a realidade. A implementação do acordo EUA-Polônia fortalecerá qualitativamente o potencial ofensivo das forças americanas na Polônia", disse Zakharova.

    Os Estados Unidos mostram mais uma vez sua disposição, se seus próprios interesses assim o exigirem, de renunciar não só às obrigações no âmbito dos instrumentos multilaterais, mas também à opinião da maioria dos Estados europeus, afirmou a representante da chancelaria russa.

    "Isso desacredita completamente as declarações de certos oficiais da OTAN de que a aliança proporciona segurança e está interessada em reduzir a tensão na Europa. No entanto, as propostas concretas do lado russo sobre como conseguir diminuir a tensão nas áreas de contato Rússia-OTAN permanecem sem resposta" disse Zakharova.

    Mais:

    Vacina russa contra COVID-19 é fruto de décadas de trabalho, diz vice-presidente do Centro Gamaleya
    Mídia norte-americana revela planos de EUA e Israel contra S-400, se Rússia vendê-los ao Irã
    Aparelho de rastreamento é encontrado em carro da missão diplomática russa nos Países Baixos
    Caças russos Su-27 interceptam 4 aviões da OTAN em 1 dia
    Biden deve priorizar reconstrução da OTAN e conter a Rússia, diz Hillary Clinton
    Tags:
    Maria Zakharova, OTAN, Estados Unidos, Polônia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar