23:59 05 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    29824
    Nos siga no

    Após cúpula bilateral entre Rússia e Turquia, o presidente russo, Vladimir Putin, anunciou que chegou a um acordo com o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, sobre cessar-fogo em Idlib, na Síria.

    A medida terá início a partir de meia-noite entre os dias 5 e 6 de março e vai ser adotada tanto pelas forças turcas quanto pelos militares sírios.

    No entanto, Erdogan declarou que a Turquia se reserva o direito de responder aos ataques do Exército sírio.

    "Estabelecemos postos de observação para reduzir as tensões no Idlib. Esses postos se comprometeram a apenas monitorar a implementação do regime de cessar-fogo, mas não controlar o campo", disse o presidente turco.

    A Rússia e a Turquia reafirmaram sua disposição de continuar a cooperar no âmbito dos acordos de Astana sobre a Síria.

    Putin disse que os resultados das negociações com o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, foram positivos.

    "Após os resultados de nossas negociações, concordamos com um documento conjunto [...] que apresenta as decisões que desenvolvemos em conjunto com o Presidente da República da Turquia, Sr. Erdogan, durante a reunião de mais de seis horas", realizada em 5 de março, disse Putin.

    A tensão na zona desmilitarizada de Idlib aumentou no início de fevereiro devido à troca de ataques entre as Forças Armadas turca e síria.

    A situação piorou ainda mais depois que a Frente al-Nusra (grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países) lançou em 27 de fevereiro ataques a Idlib e o Exército sírio respondeu com um bombardeio aéreo que causou dezenas de mortos e feridos nas tropas turcas.

    A Turquia respondeu com uma operação de retaliação contra as tropas do governo sírio e disse ter "neutralizado" aproximadamente 300 soldados sírios.

    Mais:

    Turquia ataca Exército sírio após a morte de 33 soldados turcos em Idlib
    Exército sírio tem todo o direito de lutar contra terroristas em Idlib, diz chanceler russo
    Defesa russa diz que terroristas tentaram executar ataque químico em Idlib
    Exército Sírio irá focar em militantes do leste após libertar Idlib, diz Assad
    Tags:
    Recep Tayyip Erdogan, Vladimir Putin, Idlib, cessar-fogo, Síria, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar