07:59 31 Março 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    8127
    Nos siga no

    Os Estados Unidos introduziram sanções contra 13 entidades e pessoas na Rússia, China, Iraque e Turquia por supostas violações da Lei de Não-Proliferação, anunciou o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, em comunicado nesta terça-feira (25).

    "Os Estados Unidos estão sancionando 13 entidades e indivíduos estrangeiros na China, Iraque, Rússia e Turquia, de acordo com a Lei de Não-Proliferação do Irã, Coreia do Norte e Síria (INKSNA)", afirmou Pompeo conforme comunicado publicado pelo Departamento de Estado dos EUA.

    Pompeo acrescentou que as sanções são baseadas em revisões exigidas pela lei e que terão duração de dois anos. O secretário de Estado dos EUA disse que as sanções incluem cinco novas entidades e indivíduos na China, incluindo um cidadão que supostamente teria colaborado com o programa de armas do Paquistão.

    Washington também sancionou a Eren Carbon Graphite Industrial Trading Company, da Turquia, "por apoiar o programa de mísseis do Irã".

    O comunicado não detalha as sanções impostas sobre Rússia e Iraque, mas aponta que as medidas permanecerão em vigor por dois anos.

    Mais:

    EUA buscam controlar mercado petrolífero mundial impondo sanções à Rosneft, afirma PDVSA
    EUA: democratas pedem sanções contra Rússia por suposta interferência em eleição
    Sanções contra Rosneft são pretexto para beneficiar empresas dos EUA, defendem analistas
    Tags:
    Mike Pompeo, Rússia, Departamento de Estado dos EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar