17:30 29 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    10342
    Nos siga no

    O enviado especial do presidente francês para cooperação com Moscou no campo da segurança, Pierre Vimont, declarou que a Europa foi bastante afetada pelas sanções impostas contra a Rússia.

    Vermont, que atualmente é responsável pela retomada do diálogo entre a Rússia e a França, afirmou que a União Europeia "foi afetada", mas os EUA, por outro lado, aumentaram seu comércio com a Rússia.

    "As sanções europeias tiveram dois efeitos: o declínio em nosso comércio, em geral em toda a Europa, algo que preocupa não apenas a França ou a Alemanha", disse o diplomata, acrescentando que o segundo efeito é a Rússia "como resultado das restrições conseguir desenvolver sua agricultura".

    Como terceiro efeito negativo, o enviado do líder francês mencionou a abordagem entre Moscou e Pequim, que "se tornou seu principal parceiro, em particular, no campo de novas tecnologias".

    Vermont exortou Moscou a "mostrar alguma abertura, em particular, sobre questões relacionadas à Ucrânia", para que a União Europeia comece a avaliar a possibilidade de suspender as sanções.

    O diplomata destacou também que a França quer ativar o diálogo com a Rússia em diferentes áreas.

    Mais:

    EUA cogitam sanções contra Rosneft por atuação na Venezuela, mas temem caos no mercado
    Após saída da UE, Reino Unido manterá sanções contra a Síria, diz chancelaria
    EUA buscam controlar mercado petrolífero mundial impondo sanções à Rosneft, afirma PDVSA
    Tags:
    diplomata, sanções, França, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar