22:12 29 Março 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    140
    Nos siga no

    O primeiro-ministro russo Mikhail Mishustin assinou uma ordem para fechar a fronteira do país com a China no Extremo Oriente, a maior e mais remota região da Rússia.

    Ele segue as instruções do presidente Vladimir Putin na quarta-feira para que as autoridades façam o possível para impedir a propagação do novo e perigoso coronavírus.

    Além disso, Mishushtin instruiu a vice-primeira-ministra Tatiana Golikova a fornecer ao público atualizações diárias sobre o status do coronavírus na Rússia. Até agora, o país não tem casos confirmados.

    "Uma ordem foi assinada hoje, tornou-se operacional", declarou Mishustin a ministros em Moscou nesta quinta-feira.

    "Hoje informaremos todos sobre as medidas relevantes para fechar a fronteira na região do Extremo Oriente e outras medidas que o governo tomou [para impedir a propagação do coronavírus na Rússia]", acrescentou.

    Primeira foto do novo coronavírus feita com microscópio eletrônico por cientistas chineses
    © Foto / Arquivo nacional de microrganismos patogênicos da China
    Primeira foto do novo coronavírus feita com microscópio eletrônico por cientistas chineses

    Em outra medida, Moscou suspendeu temporariamente a emissão de vistos eletrônicos para cidadãos chineses, anunciou o Ministério das Relações Exteriores. Será aplicado aos pontos de verificação de fronteira no Extremo Oriente e Kaliningrado, bem como a todos os pontos de entrada na região de Leningrado e São Petersburgo. Além disso, aconselhou os viajantes russos a evitar todas as viagens à China, a menos que sejam absolutamente vitais.

    Os anúncios russos chegaram quando as autoridades chinesas revelaram na manhã desta quinta-feira que o número de infecções registradas pelo vírus agora ultrapassa 7.700 mil, com pelo menos 170 pessoas mortas. Um total de 38 das mortes ocorreu nas últimas 24 horas.

    Mais:

    Brasil atualiza para 9 número de casos suspeitos de coronavírus
    Chineses usam garrafões e capacetes para se proteger do coronavírus (FOTOS)
    Cruzeiro com 6.000 passageiros é bloqueado na Itália por suspeita de coronavírus (FOTOS, VÍDEO)
    Tags:
    Vladimir Putin, diplomacia, saúde, China, vírus, Extremo Oriente da Rússia, Extremo Oriente Russo, São Petersburgo, Kaliningrado, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar