20:57 25 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    5232
    Nos siga no

    Alto diplomata russo comenta a mudança de governo na Rússia e seus impactos para a política externa de Moscou. Futuro do chanceler interino Sergei Lavrov ainda é incerto.

    O vice-ministro interino das Relações Exteriores, Sergei Ryabkov, acredita que as linhas mestras da política externa russa não devem mudar.

    "Eu acredito que ninguém deve duvidar da continuidade da diretriz que estamos seguindo agora [...] Na Federação da Rússia, a política externa é competência do presidente da República, e isso diz tudo", declarou o vice-chanceler interino ao serviço russo da Rádio Sputnik.

    O diplomata acrescentou que a política externa russa atual goza de prestígio e que as ações de Moscou são "observadas de perto" por todos os demais atores da arena internacional.

    Para Ryabkov, a política externa atual busca fortalecer a posição global da Rússia, "servir aos interesses de nosso progressivo desenvolvimento e garantir os interesses e bem-estar dos nossos cidadãos".

    Futuro de Lavrov

    Anteriormente, o ministro interino das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, havia respondido a questionamento sobre seu futuro no posto.

    "Primeiramente, durante todos esses anos, desde que terminei a universidade, eu não simplesmente exerci funções quaisquer, eu sempre exerci honestamente minhas obrigações. Continuo fazendo isso agora", respondeu o chanceler interino.

    Sergei Lavrov ocupou o posto de ministro das Relações Exteriores da Rússia de março de 2004 a 15 de janeiro de 2020, quando o governo do qual fazia parte, liderado por Dmitry Medvedev, renunciou.

    Ministro interino das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, durante conferência de imprensa sobre os resultados da política externa russa em 2019, em 17 de janeiro de 2020
    © Sputnik / Aleksandr Vilf
    Ministro interino das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, durante conferência de imprensa sobre os resultados da política externa russa em 2019, em 17 de janeiro de 2020

    A renúncia do governo de Medvedev se deu após discurso do presidente russo Vladimir Putin, no qual diversas emendas à Constituição russa foram propostas.

    Nesta quinta-feira (16), o novo primeiro-ministro da Rússia, Mikhail Mishustin, tomou posse, após sua candidatura ter sido aprovada pela Duma de Estado (que faz parte do parlamento russo) e assinada por Putin.

    Mais:

    Rússia vai responder aos ataques agressivos dos EUA, diz chanceler russo
    Parlamento russo aprova nomeação de Mikhail Mishustin como primeiro-ministro da Rússia
    Brasil e Índia 'merecem' uma cadeira no Conselho de Segurança da ONU, diz chanceler russo (VÍDEO)
    Tags:
    Moscou, Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov, Sergei Lavrov, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar