06:55 29 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    641
    Nos siga no

    A Agência Federal de Transporte Aéreo da Rússia alertou as companhias domésticas sobre a ameaça à segurança de voos para o Oriente Médio devido a operações militares e à volátil situação política na região.

    Em nota reproduzida pela Sputnik, a agência recomendou a adoção de medidas adicionais de segurança para as empresas que operam na região. 

    "Atualmente, na região do Oriente Médio, incluindo os golfos Pérsico e de Omã, onde aeronaves russas de aviação civil operam, surgiram condições que são caracterizadas por ameaças adicionais à segurança dos vôos, relacionadas à condução de hostilidades ativas, além de uma complexa situação sociopolítica", diz o texto. "É recomendável que os operadores de aeronaves tomem medidas adicionais de segurança, levando em consideração a situação operacional na área e ao longo das rotas internacionais de tráfego aéreo."

    Na madrugada da última quarta-feira (8), um Boeing 737-800, que saiu de Teerã com destino a Kiev, na Ucrânia, caiu nas proximidades do Aeroporto Internacional Imã Khomeini, na capital iraniana, matando as 176 pessoas que estavam a bordo. 

    ​Até o momento, não há explicações definitivas sobre a causa do incidente, mas há suspeitas de que mísseis antiaéreos iranianos teriam atingido a aeronave, pertencente uma companhia ucraniana.

    Mais:

    Irã anuncia que não entregará caixas-pretas de avião Boeing aos Estados Unidos
    Terrorismo, fogo antiaéreo e explosão de motor são versões ucranianas da queda de avião no Irã
    Destroços em chamas: câmera de segurança registra impacto do avião ucraniano (VÍDEO)
    Tags:
    Kiev, Boeing, Rosaviatsiya, Oriente Médio, voos, Ucrânia, Irã, Rússia, Golfo de Omã, Golfo Pérsico
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar