05:08 21 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    14622
    Nos siga no

    Nesta sexta-feira (27), o Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB) deteve dois cidadãos russos que planejavam ataques terroristas em São Petersburgo.

    O presidente Vladimir Putin telefonou ao seu homólogo norte-americano, Donald Trump, para agradecer as informações fornecidas, que teriam impedido a realização de atentados terroristas na Rússia.

    Os mandatários também abordaram uma série de temas de interesse bilateral e concordaram sobre a importância de continuar a luta contra o terrorismo.

    Nesta sexta-feira, o Serviço Federal de Segurança (FSB) da Rússia deteve dois homens que preparavam atentados terroristas durante as comemorações do Ano Novo, em São Petersburgo.

    Os suspeitos, que tinham a intenção de perpetrar os ataques em locais de grande concentração de pessoas, foram detidos graças a informações fornecidas pelos norte-americanos, informou o FSB.

    Polícia garante segurança perto da estação Tekhnologichesky Institut do metrô de São Petersburgo após explosão (foto de arquivo)
    © AFP 2019 / Ruslan Shamukov
    Polícia garante segurança perto da estação Tekhnologichesky Institut do metrô de São Petersburgo após explosão (foto de arquivo)

    Em outubro, o diretor do FSB, Aleksandr Bortnikov, revelou que contatos entre as agências de inteligência de ambos os países se intensificaram recentemente para garantir a segurança dos países, inclusive na área de ataques cibernéticos.

    Há dois anos, Washington alertou Moscou sobre a possibilidade de ataques contra uma das principais catedrais de São Petersburgo. A Rússia, por sua vez, auxiliara os EUA a investigar os ataques perpetrados durante a maratona de Boston, em 2013.

    Na ocasião, o então diretor do Escritório Nacional de Segurança e Antiterrorismo do Reino Unido, Chris Phillips, declarou que "apesar de a política nos impedir, muitas vezes, de ajudar uns aos outros", esse não seria o caso quando a vida de inocentes está em jogo.   

    Mais:

    Além de Narcos: o que acontecerá se Trump classificar cartéis mexicanos como 'terroristas'?
    Ministério da Defesa russo: terroristas sírios encenam ataque químico para culpar Rússia
    Putin teria avisado Bush sobre risco de ataques terroristas nos EUA 2 dias antes do 9/11
    Tags:
    contraterrorismo, terrorismo, Donald Trump, EUA, Vladimir Putin, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar