18:41 13 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    5152
    Nos siga no

    Uma fonte de alto nível em Moscou afirmou que patrocinadores britânicos estão por trás das ações de perseguição tomadas pelas autoridades da Estônia contra a Sputnik.

    "As autoridades do Reino [Unido] têm tomado ultimamente uma série de ações agressivas relativamente aos meios de comunicação russos: obrigaram o correspondente de uma edição a sair de Londres, não emitiram visto de trabalho para o jornalista russo no Reino Unido, recusam a vários correspondentes o acesso a eventos, criando deliberadamente dificuldades para o seu trabalho", diz fonte.

    "Vamos ter isso em conta ao tomarmos em breve medidas simétricas em relação à mídia britânica na Rússia", concluiu o interlocutor.

    Anteriormente, funcionários da Sputnik Estônia disseram que receberam da direção do Departamento da Polícia e do serviço de controle fronteiriço do país ameaças de processos criminais contra eles, caso não cessem suas relações de trabalho com a organização sede, a agência de notícias Rossiya Segodnya, até 1° de janeiro de 2020.

    Segundo as autoridades estonianas, a ação foi fundamentada em sanções introduzidas pela União Europeia em 17 de março de 2014 contra pessoas físicas e jurídicas tendo como base os eventos na Ucrânia.

    Anteriormente, em entrevista à Sputnik Brasil, Maria José Braga, presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) do Brasil, condenou a perseguição aos jornalistas da Sputnik Estônia.

    Ao comentar a situação em torno da Sputnik Estônia, o presidente russo Vladimir Putin afirmou que o Governo fará tudo para apoiar o trabalho da Sputnik em outros países.

    Mais:

    Reino Unido ameaça suspender licença do canal russo RT
    Kremlin: Sputnik e RT são perseguidos no Reino Unido, o que força Moscou a tomar medidas
    Tags:
    países bálticos, mídia, Rússia, RT, Sputnik, Estônia, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar