22:26 15 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    13257
    Nos siga no

    Um caça Su-57 caiu durante testes no Extremo Oriente da Rússia, perto da cidade de Komsomolsk-no-Amur.

    Um representante das agências policiais disse que o aparelho não pertence à Força Aérea mas sim à montadora aeronáutica local. O incidente teve lugar a 120 quilômetros do aeródromo de Dzemgi durante um teste do motor.

    O piloto se ejetou e foi resgatado por um helicóptero Mi-8. Ainda não se sabe em que condições se encontra o piloto.

    Os especialistas estão procurando as caixas pretas. As principais versões das causas do acidente são falha técnica ou erro de pilotagem.

    A informação sobre o acidente foi confirmada pelo governo regional.

    Su-57

    Em 2001, a Força Aérea Russa iniciou seu programa de desenvolvimento de um caça de quinta geração, e lhe foi atribuída a designação de fábrica T-50. Em 2017, o comandante-em-chefe da Força Aérea russa, Viktor Bondarev, informou que o Su-57 se tornaria o nome de série do veículo de combate.

    Os primeiros testes foram realizados em 2010. As principais vantagens da nova aeronave são sua alta manobrabilidade, capacidade de realizar voos supersônicos, bem como um novo conjunto de equipamentos a bordo e baixa visibilidade.

    No início de novembro, após visitar a fábrica aeronáutica de Komsomolsk-no-Amur, o vice-ministro da Defesa Aleksei Krivoruchko disse que a Força Aeroespacial da Rússia deveria receber o primeiro lote de 12 aparelhos até o final deste ano.

    Mais:

    Poderiam caças russos Su-57 contribuir para defesa do Irã?
    Força Aeroespacial da Rússia revela quando ganhará 1º Su-57
    'EUA ficarão com inveja': mídia chinesa avalia desempenho do caça russo Su-57
    Tags:
    acidente, caça, Su-57
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar