05:59 04 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    83015
    Nos siga no

    O Ministério das Relações Exteriores da Rússia reagiu ao teste norte-americano de um míssil proibido pelo tratado de controle de armamentos INF.

    Diretor do Departamento de Não Proliferação e Controle de Armas da chancelaria russa, Vladimir Ermakov, reagiu ao teste norte-americano de míssil balístico de alcance intermediário:

    "Isso nos preocupa. Com certeza, iremos levar isso em consideração", declarou o diretor do Departamento de Não Proliferação e Controle de Armas, Vladimir Ermakov.

    Ele notou que os EUA realizaram o teste poucos meses após se retirarem unilateralmente do Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário, conhecido como Tratado INF. Isso demonstra que o desenvolvimento do míssil já estava em andamento muito antes da saída dos EUA do acordo.

    Apesar disso, os EUA teriam apontado a Rússia como responsável pelo fim do tratado, alegando que Moscou realizava testes e desenvolvia mísseis nucleares de curto e médio alcance, em violação ao documento.

    O teste de mísseis dessa classe estava proibido até o dia 2 de agosto de 2019, de acordo com o tratado bilateral assinado por EUA e União Soviética em 1987.

    Secretário Geral do PC da URSS, MIkhail Gorbachev, e presidente dos EUA, Ronald Reagan, assinam Tratado INF, em dezembro de 1987
    © Sputnik / Yuri Abramochin
    Secretário Geral do PC da URSS, MIkhail Gorbachev, e presidente dos EUA, Ronald Reagan, assinam Tratado INF, em dezembro de 1987

    O lançamento anunciado pelo Pentágono nesta quinta-feira (12) é o segundo realizado com mísseis anteriormente proibidos. No próprio mês de agosto, os EUA realizaram um teste de um míssil de cruzeiro de alcance intermediário.

    Mais:

    Como a Rússia pode responder à saída dos EUA do Tratado INF? Analista explica
    Putin chama proliferação de mísseis de curto e médio alcance de ameaça após saída dos EUA do INF
    'Não é aí que Washington vai parar': cientista político sobre saída dos EUA do Tratado INF
    Tags:
    teste de mísseis, mísseis, Rússia, Tratado INF, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar