18:54 09 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Bombardeiro Su-24 decola a partir de aeródromo de Hmeymim na Síria

    Ministério da Defesa russo desmente artigo de NYT sobre ataque a campo de refugiados na Síria

    © Sputnik / Dmitry Vinogradov
    Rússia
    URL curta
    8132
    Nos siga no

    Representante do ministério tece duras críticas à forma como a publicação norte-americana atribuiu um "crime de guerra" à Força Aeroespacial da Rússia.

    O Ministério da Defesa da Federação Russa desmentiu a informação do diário americano The New York Times sobre o suposto bombardeio de um "campo de refugiados" na Síria pela Força Aeroespacial da Rússia em agosto.

    "Tal como um mês e meio atrás, as acusações ridículas feitas pelos autores da falsificação são baseadas em um vídeo de origem desconhecida, com os vigaristas dos Capacetes Brancos sendo vistos tendo como fundo edifícios permanentes do 'campo de refugiados'; fotos de um céu azul, em que deveria aparecer o avião russo, e fragmentos de frases russas supostamente pertencentes a pilotos da Força Aeroespacial da Rússia", disse o major-general Igor Konashenkov, representante oficial do Ministério da Defesa russo.

    'Decifrando' a acusação

    Ele acrescentou que o artigo enfatiza que os jornalistas da NYT fizeram esforços titânicos por muitos meses para "decifrar" as comunicações entre os pilotos russos na Síria.

    "Para decepção dos clientes da falsificação, somos forçados a reiterar que a transmissão de coordenadas dos alvos aos pilotos dos bombardeiros russos ou as comunicações relatando o cumprimento de suas missões não são realizadas por voz em transmissão direta. Tendo isso em consideração, todas as outras pseudo-evidências apresentadas pela redação são primitivas, sem substância, e em russo são chamadas de 'acertar com o dedo no céu'. Em que é que os jornalistas do NYT gastaram longos meses e o dinheiro da redação, isso ainda é mistério", acrescentou Konashenkov.

    Ele também enfatizou que "por coincidência" em 27 de novembro, poucos dias antes da publicação do material, o Observatório Sírio de Direitos Humanos britânico informou que assinou em outubro um acordo com o NYT para conduzir "investigações" conjuntas de crimes de guerra na Síria.

    "Portanto, se no caso da falsificação anterior, de outubro passado, do NYT nós lamentamos que uma publicação séria tenha sido vítima de manipulações por parte de terroristas e seus cúmplices nos Capacetes Brancos, neste caso isso não se aplica. Tudo aconteceu por mútuo acordo", disse Konashenkov.

    Mais:

    Explosão na fronteira entre Síria e Turquia mata militares turcos
    Defesa antiaérea síria repeliu ataque de drones no aeroporto de Hama
    Acordo com a Turquia: Polícia Militar da Rússia continua patrulha na Síria
    Tags:
    refugiados, Rússia, ataque aéreo, ataques, ataque, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar