00:54 22 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    G7 em biarritz, França

    Grupo internacional como G7 deveria incluir China, Índia e Turquia, afirma Putin

    © REUTERS / Markus Schreiber/Pool
    Rússia
    URL curta
    12432
    Nos siga no

    A declaração surgiu em meio a uma crise no G7. Grupo que envolve as sete maiores economias do mundo.

    A crise envolve o presidente norte-americano, Donald Trump, e alguns países da União Europeia, que sugeriram que a Rússia fosse convidada para integrar o grupo, trazendo, assim, o G8 de volta.

    O presidente russo, Vladimir Putin, declarou que ficaria feliz em convidar os líderes do G8 para visitarem a Rússia, caso o grupo fosse restabelecido.

    Putin também declarou que Pequim, Nova Deli e Ancara poderiam ser incluídas em um grupo internacional semelhante ao G7, declarando que elas seriam apropriadas e úteis para cooperação global.

    "Eu acredito que todos entendem que hoje, e o presidente [da França Emmanuel] Macron falou recentemente, que a liderança do Ocidente está acabando. E eu não consigo imaginar uma organização internacional que funcione sem a China e a Índia", explicou Putin.

    O líder russo ressaltou que, depois de Ancara ter obtido os sistemas russos S-400, a Turquia também poderia ser uma parte fundamental de organizações mundiais, como o G7.

    Presidente da Rússia Vladimir Putin na reunião urgente com membros do Conselho de Segurança
    © Sputnik / Aleksei Nikolsky
    Presidente da Rússia Vladimir Putin na reunião urgente com membros do Conselho de Segurança

    Por sua vez, o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, afirmou ter abordado a questão de um possível retorno da Rússia ao grupo durante a última cúpula do G7 na França, enfatizando que Moscou desempenha um papel fundamental nas relações internacionais.

    O G7 foi criado na década de 1970 e é uma organização intergovernamental que conta com as maiores potências.

    Tornou-se G8 com a inclusão da Rússia em 1997, mas regressou ao formato do G7 em 2014, após suspender Moscou devido ao desentendimento sobre a reunificação da Crimeia.

    Mais:

    Bolsonaro comete 'grande erro' ao recusar dinheiro do G7, diz cientista política
    Trump oferece seu campo de golfe em Miami para próxima cúpula do G7
    Macron é 'moleque' e levou 'tapa na cara' do G7, diz Eduardo Bolsonaro
    Tags:
    cúpula, potência, superpotência, economia, Vladimir Putin, G7
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar