01:21 22 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Moeda russa, rublo, fotografada de frente para a Catedral de São Basílio no centro de Moscou

    Imprensa encaixa Venezuela na lista dos países que mais devem dinheiro à Rússia

    © AFP 2019 / ALEXANDER NEMENOV
    Rússia
    URL curta
    5171
    Nos siga no

    Bielorrússia, Ucrânia e Venezuela são os países que mais devem dinheiro para a Rússia, escreveu o jornal RBK. Um cientista político falou com o serviço russo da Rádio Sputnik sobre as relações que cada um desses países tem com a Rússia.

    Os três maiores devedores da Rússia são Bielorrússia, Ucrânia e Venezuela, relatou o jornal RBK, analisando abertamente pelo menos 17 países, que devem cerca de US$ 27 bilhões à Rússia.

    De acordo com dados, apresentados ao jornal pelo Ministério das Finanças da Bielorrússia, Minsk deve mais de 7,5 bilhões de dólares.

    O segundo lugar é ocupado pela Ucrânia, que deve à Rússia cerca de 3,7 bilhões de dólares. Por sua vez, as autoridades ucranianas reconhecem apenas a dívida de US$ 610 milhões, formada no início da década de 1990.

    Maior devedor é sul-americano

    O RBK nomeia a Venezuela como o principal devedor da Rússia entre os países fora do espaço pós-soviético, cuja dívida é de US$ 3,15 bilhões com prazo para ser paga até 2027.

    A dívida de Cuba é ligeiramente menos apreciada. Bangladesh, Chipre, Índia e Iêmen também estão entre os grandes devedores.

    Para o serviço russo da Rádio Sputnik, o cientista político Yevgeny Ben comentou os dados. "Atividades de investimento são naturais para o estado atual do mundo. Se o investimento for bem feito, mais cedo ou mais tarde será compensado – quer economicamente, quer ganhando pontos geopolíticos", explicou.

    Especialidade nas relações

    Segundo Yevgeny Ben, é evidente que a Rússia tem relações individuais com cada um destes três países.

    "A Bielorrússia é um país irmão, e existe a União da Rússia e Bielorrússia. Portanto, o fator humano aqui supera quaisquer interesses utilitários. A Venezuela é um país parceiro muito importante em termos de produção de petróleo e em outras esferas industriais", afirmou.

    Para Bem, "outros países gostariam de estar presentes no campo venezuelano", mas a Rússia tem trabalhado à frente, e isso dará frutos para ela.

    "No que diz respeito à Ucrânia, existe uma situação especial relacionada ao fato de a Ucrânia ter sofrido um golpe de Estado em 2014. Se futuramente a Rússia atingir uma habitual integração mútua com a Ucrânia, será um enorme avanço", concluiu.

    Mais:

    Dívida de famílias no Brasil tem maior percentual desde 2016
    EUA podem ultrapassar limite da dívida pública mais cedo do que previsto, alertam analistas
    China e sua carta na manga: que faria Pequim com os títulos da dívida americana?
    Tags:
    Ucrânia, Cuba, dívida, Rússia, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar