13:01 20 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Hacker (foto referencial)

    Rússia: EUA usam pretexto do 'ciberataque' para realizar operações militares

    © Sputnik / Aleksei Malgavko
    Rússia
    URL curta
    340

    O vice-secretário do Conselho de Segurança da Rússia, Oleg Khramov, disse nesta quarta-feira (14) que os Estados Unidos acusam outros países realizarem ciberataques para justificar o lançamento de operações militares contra eles.

    Em entrevista publicada no jornal Rossiyskaya Gazeta, Khramov disse que os EUA tentam fazer com que as acusações pareçam legítimas.

    "O objetivo é óbvio: legalizar a possibilidade de realizar não apenas ciberataques, mas também operações militares contra países indesejáveis, incluindo o uso do arsenal nuclear", afirmou.

    O vice-secretário do Conselho de Segurança da Rússia disse que os EUA "insistem que um grupo de países pode emitir unilateralmente sentenças de culpado por ciberataques".

    Khramov lamentou que "Washington e seus aliados percebam o problema do uso seguro das tecnologias de computação e comunicação do ponto de vista geopolítico e de seus interesses".

    "Todos aqueles que não são seus aliados políticos são acusados de ciberataque", disse ele.

    Ele acrescentou que os EUA e seus países aliados sabem que é muito difícil identificar a fonte de um ataque cibernético.

    "Eles concordam que qualquer país pode ser considerado culpado e, com base no direito de autodefesa estipulado pela Carta da ONU, defendem a possibilidade de tomar medidas de resposta", disse ele.

    Mais:

    Serviços de inteligência intensificam ciberataques contra redes elétricas russas
    EUA acusam Rússia de orquestrar ciberataque contra a Ucrânia
    Trump anula restrições sobre ciberataques a adversários dos EUA, diz imprensa
    Câmara dos EUA aprova projeto para impor sanções a países que apoiam ciberataques
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar