16:45 30 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    380
    Nos siga no

    O presidente russo, Vladimir Putin, declarou nesta quinta-feira (20) que espera que os EUA percebam, mais cedo ou mais tarde, que suas sanções contra Moscou "são um grande erro".

    "Espero que um dia [Washington] perceba isso e corrija", disse o líder russo durante a chamada linha direta com os cidadãos russos, que é realizada anualmente. 

    Vladimir Putin destacou que a Rússia está pronta para dialogar assim que os EUA estiverem prontos.

    O presidente russo, Vladimir Putin, respondendo às perguntas dos cidadãos durante a linha direta anual, 20 de junho de 2019
    © Sputnik / Mikhail Klementiev
    O presidente russo, Vladimir Putin, respondendo às perguntas dos cidadãos durante a linha direta anual, 20 de junho de 2019

    Além disso, o presidente russo declarou que o diálogo entre a Rússia e os EUA não será fácil, tendo em conta as restrições por parte de Washington e o início da campanha eleitoral nos EUA.

    "Embora o presidente [Donald Trump] queira dialogar, falar sobre algo, há um grande número de limitações relacionadas à atividade de outras agências governamentais", observou.

    Putin disse estar convencido de que as partes têm sobre o que dialogar, tanto em termos de segurança internacional quanto na questão do desarmamento e a melhoria das relações em todos os setores, incluindo a economia.

    "As empresas americanas não saem do mercado russo, elas funcionam, embora a troca comercial não seja grande", disse Putin, observando que durante o governo de Donald Trump, o comércio entre a Rússia e os Estados Unidos cresceu 5 bilhões de dólares.

    Mais:

    Turquia diz que não irá ceder à pressão dos EUA contra compra de armamento russo
    Rússia enviará 3 motores para foguetes dos EUA
    Vice-chanceler russo: EUA estão agravando situação no golfo Pérsico conscientemente
    Tags:
    Linha Direta, Donald Trump, Vladimir Putin, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar