21:21 23 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Militares venezuelanos

    Rússia exorta EUA para que abandonem planos de dividir Exército venezuelano

    © Sputnik / Vitaly Ankov
    Rússia
    URL curta
    7110
    Nos siga no

    O governo da Rússia apelou a Washington para que abandone seus planos de polarizar os militares venezuelanos.

    "Apelamos a que abandonem as suas ações de dividir as Forças Armadas da Venezuela", disse hoje em uma coletiva de imprensa Maria Zakharova, representante oficial do Ministério de Relações Exteriores da Rússia.

    Esta instituição, acrescentou, "deve defender a ordem constitucional e não participar dos processos de política interna".

    Ela também fez notar que "o risco de uma intervenção direta na Venezuela aparentemente se reduziu, no entanto mantém-se a ameaça de ações ilegais contra o governo desse país, inclusive ações armadas de baixa intensidade".

    Além disso, a representante oficial indicou que a Rússia saúda a disposição para o diálogo por parte do governo e da oposição na Venezuela e está pronta para apoiá-lo.

    "Por nossa parte aplaudimos a vontade do governo e da oposição por um diálogo. Estamos dispostos a prestar o apoio necessário a este diálogo", disse Zakharova.

    A diplomata sublinhou que resolver as divergências existentes de forma pacifica e diplomática em conformidade com a Constituição "poderá conduzir a uma solução duradoura da crise".

    O governo de Nicolás Maduro e a oposição tentaram dialogar no mês passado na Noruega, onde foram realizadas duas reuniões patrocinadas pelo governo da Noruega. A Noruega limitou-se apenas a informar que as partes discutiram uma agenda com temas políticos, econômicos e eleitorais e pediram às delegações a "máxima reserva".

    Os Estados Unidos haviam ameaçado várias vezes com uma intervenção militar.

    O representante do opositor venezuelano Juan Guaidó em Washington, Carlos Vecchio, pediu apoio às Forças Armadas dos EUA para supostamente "restaurar a democracia".

    O embaixador venezuelano na Rússia, Carlos Faría, manifestou em maio durante uma entrevista a sua confiança de que dentro da oposição haja gente sensata que sabe das graves consequências de uma invasão armada por parte dos estadunidenses.

    Mais:

    Canadá suspende operações de sua embaixada na Venezuela
    Desinformação é exposta sobre 'diminuição' de conselheiros militares russos na Venezuela
    Tags:
    Nicolás Maduro, oposição, EUA, Maria Zakharova, Rússia, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar