11:30 14 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente russo, Vladimir Putin, com seu homólogo venezuelano, Nicolás Maduro

    Apoio militar da Rússia à Venezuela estará em pauta em reunião nesta sexta-feira

    © Sputnik / Aleksei Nikolsky
    Rússia
    URL curta
    Confrontos nas zonas fronteiriças da Venezuela (51)
    20441
    Nos siga no

    A Rússia está pronta para promover o desenvolvimento da cooperação técnico-militar com a Venezuela, informou nesta quinta-feira o Ministério de Relações Exteriores russo, antes da reunião do ministro Sergei Lavrov com a vice-presidente da Venezuela, Delcy Rodriguez.

    "Temos a intenção de promover a implementação de iniciativas conjuntas nas áreas de farmacologia, tecnologia da informação, medicina nuclear, exploração espacial pacífico e o desenvolvimento da cooperação técnico-militar", diz o comunicado da pasta.

    A reunião de Lavrov e Rodriguez acontece nesta sexta-feira em Moscou.

    De acordo com o Ministério de Relações Exteriores da Rússia, durante as negociações Lavrov e a vice-presidente da Venezuela trocarão pontos de vista sobre as questões atuais das relações bilaterais.

    Na quarta-feira, o ministro venezuelano de Relações Exteriores, Jorge Arreaza, disse à Sputnik que Rodriguez discutirá com Lavrov a coordenação das ações da Venezuela e da Rússia destinadas a prevenir qualquer tipo de guerra contra o país caribenho e proteger os princípios consagrados na Carta das a ONU.

    A Venezuela está passando por uma crise política que se agravou em 23 de janeiro, depois de o chefe da Assembleia Nacional, o opositor Juan Guaidó, se colocou como o "presidente encarregado" do país.

    O líder venezuelano Nicolás Maduro, que assumiu o segundo mandato em 10 de janeiro, chamou a declaração de Guaidó de uma tentativa de golpe e culpou os EUA de a terem orquestrado.

    Guaidó foi reconhecido pelos EUA, pela maioria dos países membros do Grupo de Lima e várias nações ao longo das Américas, bem como a maior parte dos Estados-Membros da União Europeia (UE).

    A Rússia, assim como a Bolívia, a China, Cuba, Irã, Turquia e outros países, reafirmaram seu apoio ao governo venezuelano comandado por Maduro.

    Tema:
    Confrontos nas zonas fronteiriças da Venezuela (51)

    Mais:

    Venezuela acusa 'terroristas' de orquestrarem incêndio a armazém de alimentos
    Rússia apresenta resolução no Conselho de Segurança da ONU pela soberania da Venezuela
    Venezuela e Rússia discutirão ações para 'evitar guerra'
    Tags:
    agressão, apoio militar, diplomacia, relações bilaterais, Jorge Arreaza, Sergei Lavrov, Delcy Rodríguez, Venezuela, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar